Atlético-MG

Diretoria atleticana age rápido e muda o clima após rusga entre Hulk e Cuca

Após a vitória do Atlético sobre a Tombense, nesse sábado, por 3 a 0, o técnico Cuca comemorou, sobretudo, o fato de ter paz para trabalhar, após uma semana tumultuada. Todavia, os esforços da diretoria atleticana fizeram toda diferença para amenizar a situação na Cidade do Galo.

Logo após a rusga entre Hulk e o técnico Cuca, depois do jogo contra o Athletic, no Independência, quando o atacante mandou uma indireta para o treinador e recebeu a resposta na coletiva de imprensa, o diretor de futebol Rodrigo Caetano e o presidente Sérgio Coelho trabalharam. O Esporte News Mundo apurou que já no domingo, nos treinamentos na Cidade do Galo, ambos fizeram reuniões com o elenco.

No primeiro momento, segundo uma fonte ouvida pelo ENM, a dupla dialogou com todo elenco. Em seguida, fizeram questão de juntar Cuca e Hulk para uma conversa. Vale lembrar que ainda no domingo, no início da tarde, Hulk postou um vídeo no Instagram dizendo que tudo não passou de um mal-entendido. No decorrer da semana, em coletiva, o zagueiro Igor Rabello também disse que conversas aconteceram e ressaltou o clima de “família alvinegra”.

Não é coincidência que na partida seguinte o Atlético já tenha apresentado melhora em campo. No duelo contra o América de Cali, no Mineirão, pela Copa Libertadores, o Galo venceu por 2 a 1, mas, mais que o triunfo, a equipe apresentou evolução. E esse crescimento passou por Hulk que entrou como centroavante e marcou os dois gols.

Já no fim de semana, contra a Tombense, pela semifinal do Campeonato Mineiro, o jogador foi escalado novamente centralizado no ataque e mais uma vez conseguiu fazer a diferença: deu passe para o primeiro gol, sofreu o pênalti que gerou o segundo e marcou um belo tento no terceiro.

Após a partida, Cuca ressaltou que há uma diferença na maneira de jogar entre ele e o treinador anterior e espera que o imediatismo não atrapalhe o Atlético.

“Hoje sinto deles mais de confiança, mais sabedores com a maneira que eu trabalho, gosto, é deles terem mais liberdade, poderem participar mais do jogo, não serem tão posicionais, como o Sampaoli era. Não se trata de ser melhor ou pior, se trata de ter um estilo diferente, que eu gosto, com os pontas flutuando por dentro, como o Keno fez na terça-feira. Como o Savarino estava dando passe no grande círculo para o Nathan deixar o Hulk em condição. Leva tempo para fazer esses encaixes. Quando vem explicar na derrota, não dá tempo, porque é muita cobrança. Na vitória, tem tolerância maior. Por isso, é sempre bom ganhar”, finalizou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top