Guarani

Éder Sciola minimiza contrato curto com o Guarani: ‘Não segura ninguém’

Éder Sciola tem contrato com o Guarani até o fim de maio
Crédito: Thomaz Marostegan / Guarani FC

Um dos nomes mais experientes do elenco, Éder Sciola minimizou o fato de ter assinado contrato curto com o Guarani.

Aposta do Conselho de Administração para reforçar o sistema defensivo, lateral-direito fechou vínculo junto ao Bugre até o fim do Campeonato Paulista.

+ Guarani fecha preparação para estreia no Paulista; confira a escalação

“Eu acho que, em termos de contrato, não segura ninguém. Eu fiz dois anos de contrato no Oeste. O primeiro ano não foi bom. A gente caiu no Estadual e caiu na Série B. Aí não teve mais continuidade. Eu acho que contrato é só um detalhe”, declarou o ala, em coletiva de apresentação.

“O que tem que estar em foco é a minha vontade de poder dar o meu melhor para poder, depois do Campeonato Paulista, renovar por mais o restante do ano”, emendou.

CONTENTE

Com quase 20 clubes no currículo desde a profissionalização, Sciola comemorou a chance de defender o Guarani no início da temporada de 2021.

“Primeiramente, é a única coisa que eu sei fazer. Eu acho que Deus me deu o dom de poder jogar. Então eu fico muito feliz de, ainda aos 35 anos, poder estar jogando em uma grande equipe como é o Guarani. Espero, de todos os Campeonatos Paulistas que eu fiz, poder contribuir aqui com os meus companheiros para a gente fazer uma boa caminhada aí e conquistar os objetivos”, projetou.

“Eu acho que é um momento novo para todas as equipes. Por isso, o Guarani está se reforçando e está montando um elenco muito forte, não só de 11, 12 ou 15 jogadores que seja. Eu acho que todos estão no mesmo nível para poder, quando precisar, todo mundo estar apto e no mesmo parâmetro. É entrar, dar o seu melhor e ajudar a equipe”, acrescentou.

VAR

Éder, a partir da estreia no Campeonato Paulista, vai ter a oportunidade de disputar um jogo oficial com o recurso do árbitro de vídeo.

O novo lateral do Guarani elogiou o VAR e salientou a importância de todos os companheiros se adaptarem à tecnologia.

“Para mim, vai ser novidade, porque a gente só acompanha aí na Série A. A gente vê as polêmicas que acontecem. Eu acho que vai ser de grande utilidade”, opinou.

“Tem alguns lances que precisam do VAR e, em outros, eles interferem, mas eu acho que não deveria. Isso é adaptação. Conforme os anos vão passando aí, vai melhorando, eles vão aprimorando e vai só agregar ao futebol”, arrematou.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top