Futebol Internacional

‘Ele é o próprio culpado’, diz técnico do Lokomotiv após jogador russo morrer em casa

O técnico do Lokomotiv, Andréi Talaláev, comentou sobre a morte de Innokentiy Samokhvalov, que tinha 22 anos. Segundo o comandante, a culpa da morte do jogador, que infartou após um treinamento individual em casa, é do próprio atleta. O defensor, que deixou esposa e filho, pertencia ao time de Moscou, mas estava atuando no Kazanka, filial do popular clube de Moscou e que disputa a terceira divisão russa.

– Tenho pena pelo rapaz, é uma tragédia. O Lokomotiv sabia dos seus problemas de coração. Nem sequer concentrava às vezes. Tudo estava sob o controle dos médicos. Ele é o próprio culpado. Escreveu uma declaração na qual dizia assumia todos os riscos e consequências. Os empresários dele e os médicos que o seguiam também são culpados – afirmou Talaláev, à emissora MatchTV.

Alexander Grishin, técnico do Kazanka, foi menos duro, mas também deixou transparecer que a morte do atleta.

– Foi horrível. Se os doutores deixaram ele treinar então eles assumiram que ele não tinha problemas. Mas tinha – afirmou o treinador em entrevista à agência de notícias russa “RIA”.

Innokentiy Samokhvalov tinha problemas de coração e assinou um termo no qual assumia riscos. Segundo as primeiras investigações, a morte do jovem jogador teria ocorrido em decorrência de uma parada cardíaca.

Foto: Divulgação/Site Oficial

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo