Cruzeiro

Eliminado do Mineiro, Cruzeiro disputa Troféu Inconfidência com provável time misto e já de olho na Série B

Léo treinou entre os titulares e provável time misto do jogo deste sábado Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
— Continua depois da publicidade —

O Cruzeiro até que tentou, mas a vitória por 1 a 0 contra a Caldense na última quarta-feira (29) não foi suficiente e a Raposa acabou eliminada da competição. Agora, o time celeste disputará o Troféu Inconfidência, um torneio que foi curiosamente criado para propiciar “mais calendário” para as equipes do interior. Seja por isso ou por demais questões, o técnico do time, Enderson Moreira, já demostrou pouca vontade de, de fato, entrar em campo para ganhar. 

Ao fim do jogo que eliminou o time estrelado, o treinador disse, à beira do campo, que a competição, que se inicia hoje, “não traz qualquer tipo de vontade”. Não à toa, o elenco a defender as cores do Cruzeiro neste sábado, às 14h30, contra o Patrocinense, tende a ser misto, também para poupar a parte física de alguns jogadores. 

Sem força máxima em campo, Enderson tem a oportunidade de rodar o elenco e dar ritmo de jogo aos demais atletas, o que pode ser visto, também, já como uma preparação para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Isso porque em busca do acesso à elite do futebol, a equipe enfrentará uma sequência de jogos intensa, viagens e muita força de vontade por parte dos demais times. Portanto, força física, ritmo de jogo e jogadores à disposição do treinador serão fatores primordiais para o clube. 

A verdade é que, mesmo sem “vontade” de ganhar o Troféu Inconfidência, o Cruzeiro tem uma boa oportunidade de entrar em campo e uma possibilidade de sair campeão e mais preparado para o resto da temporada. Para isso, a equipe tem a sua disposição quase todo o elenco celeste. No entanto, ainda não se sabe sobre a situação de Marcelo Moreno e Henrique.  

O atacante sofreu dores lombares no último jogo e precisou ser substituído, e não se sabe se vai ao jogo hoje. Henrique voltou a treinar com os companheiros, mas ainda também não deve ser novidade em campo. Mas, já que a partida deste sábado, no Mineirão, será um jogo de time misto, esses jogadores devem mesmo seguir se recuperando. 

Disputa pelo Troféu Inconfidência 

O torneio é disputado pelos times que ficaram entre a quinta e a oitava posição da tabela de classificação do Campeonato Mineiro. Seguindo as mesmas regras do estadual, o melhor colocado enfrenta o pior colocado, mas dessa vez em jogo único, com mando de campo para o clube melhor posicionado na tabela. 

Então, se tem duas semifinais. Em uma delas, Cruzeiro x Patrocinense, neste sábado, às 14h30, no Mineirão. A outra vaga para a final do Troféu Inconfidência será disputada entre Uberlândia e Boa Esporte, neste domingo (2), às 19h, no Estádio Parque do Sábia, em Uberlândia.  

Os vencedores de cada confronto se enfrentarão na próxima quarta-feira (5), às 19h, ainda sem local definido, para brigar pelo título. Em caso de a partida terminar em empate, o finalista será definido nos pênaltis. O mesmo critério será usado em caso de o placar acabar igual no jogo final. 

Chances de surpresa  

Se para o Cruzeiro a disputa não se torna um alento pela eliminação e não esboça “vontade” ao técnico e elenco, para os times do interior mineiro, este cenário é completamente diferente, já que o título do Troféu Inconfidência pode qualificar o campeão para a disputa da Copa do Brasil, uma competição grande e com possibilidade de render bons frutos financeiros e de visibilidade aos times do interior.  

Justamente por isso, se tem chance de surpresas no confronto deste sábado, bem como na própria final, caso a Raposa se classifique. Isso porque força de vontade e garra não faltarão às demais equipes que disputam o torneio. Para o time celeste, já garantido na Copa do Brasil, o foco e desempenho vão depender, então, do “querer mostrar serviço” dos jogadores, principalmente dos mais jovens, tanto no torneio, quanto para o restante da temporada. 

Provável escalação 

A provável escalação do Cruzeiro, neste sábado, é: Fábio; Patrick Brey (Giovanni), Léo, Cacá e Jean; Machado e Jadsom; Maurício, Régis e Stênio (Welinton); Thiago. 

Para saber mais sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo