Outro lado

Em áudio vazado, Galvão Bueno chama Neymar de ‘idiota’; Irmã do camisa 10 retruca

Não é a primeira vez que Rafaella critica a postura do Galvão Bueno - Foto: Reprodução / TV Globo

Um áudio em que supostamente o narrador da TV Globo Galvão Bueno chama o Neymar de “idiota” viralizou na internet neste domingo (10). O fato aconteceu logo após o empate entre Brasil e Colômbia pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O repórter Eric Faria estava passando as informações da saída de campo dos jogadores da Seleção Brasileira e, de repente, o narrador teve o áudio vazado:

— Os jogadores estão se cumprimentando no campo e a exceção é Neymar, que assim que o árbitro acabou o jogo, ele foi embora para o vestiário. Ele não ficou para esse protocolo, digamos assim, de fair play — dizia Eric Faria. É nesse momento que dá para ouvir a voz do Galvão dizendo “idiota”.

Nas redes sociais, a irmã do camisa 10 da Seleção, Rafaella Santos, tomou as dores dele e alfinetou o narrador.

— Um senhor que na transmissão chamou meu irmão de idiota. Será ele ou você? – perguntou Rafaella.

Siga o ENM no TwitterInstagram e Facebook.

Bronca antiga

Não é a primeira vez, que ela se irrita com o principal narrador da TV Globo. No mês passado, Rafaella ficou na bronca após Galvão criticar a postura do craque em campo. Na transmissão do jogo entre Brasil e Peru, Bueno disse que faltava autocontrole ao atleta, algo que o Messi já tinha.

+Galvão Bueno festeja a volta ao Maracanã: “Que emoção!”

Irritada com o comentário, Rafaella sugeriu que o próprio locutor da Globo entrasse em campo para sentir a pressão e as posteriores dores após um jogo decisivo.

— Galvão, para de querer ficar comparando Neymar e Messi. Não existe isso, para com isso, meu filho. Os dois são caçados, os dois apanham. Vai lá você entrar em campo e apanhar como ele apanha e não tem que falar nada. Que conduta o quê. Não é você que sente dor depois do jogo não, né? Me poupe – disparou.

Vídeos

Momento em o áudio do Galvão xingando vaza na transmissão

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top