Futebol Internacional

Em bom momento no Betis, Emerson sonha em retornar à seleção brasileira

FOTO: DIVULGAÇÃO / REAL BETIS

O lateral-direito Emerson, do Real Betis, concedeu recentemente uma entrevista para a TV oficial do clube. Dentre os diversos assuntos abordados, o jogador falou sobre Neymar, Seleção Brasileira e seu bom momento vivido no futebol espanhol. Depois de começar mal a temporada, o time comandado pelo técnico Manuel Pellegrini reagiu e atualmente ocupa o sétimo lugar na LaLiga, brigando por uma vaga nas competições europeias da próxima temporada. Com a equipe jogando bem, Emerson sonha em voltar a defender a Seleção Brasileira.

O lateral chegou a ser convocado, mas jogou pouco e acabou perdendo espaço com o técnico Tite. Mesmo assim, o defensor não joga a toalha e deseja voltar a vestir a Amarelinha.

— Claro, sempre vejo a imagem da minha estreia, às vezes coloco o vídeo em casa. Muitos jovens foram convocados para a Seleção, mas não jogaram. Eu fui, consegui estrear com o time principal, o que é um sonho de criança, mas quero trabalhar para estar lá mais vezes e reviver esse momento — afirmou Emerson.

Para que o jovem jogador possa voltar a jogar pelo Brasil, terá de encarar a forte competitividade da posição lateral-direita. Mesmo assim, Emerson fez elogios aos jogadores brasileiros e ao técnico Tite. Além disso, comentou sobre a relação que tem com o atacante Neymar, que vestiu a camisa do Barcelona na LaLiga entre 2013 e 2017.

— No Brasil temos muitos jogadores bons, mas sei que tenho nível para estar lá. Preciso fazer tudo aos poucos e vou chegar lá. O técnico é muito bom, com caráter. Como uma pessoa espetacular, ele ensina muitas coisas. Tenho uma relação muito boa com o Neymar, com o Thiago Silva, e todos falam muito bem do treinador. Para mim, foi uma honra trabalhar com ele — garantiu Emerson, que completou.

— O Ney é um jogador que vejo desde pequeno. Não tenho uma relação constante com ele, mas sempre vejo como ele joga, transmitindo alegria e jogando futebol, adoro isso e aprendi uns dribles com ele. Dribladores no futebol de hoje são poucos, é uma coisa muito difícil, driblar não é fácil. E hoje, como o futebol é, com times compactados, você dribla um ou dois, chega o terceiro e o Ney consegue driblar. O Vinícius Júnior também tem essas características de jogadores muito técnicos — analisou Emerson.

Desde que chegou ao Real Betis, Emerson fez 64 jogos, marcou cinco gols, deu oito assistências e é um dos principais laterais-direitos da atual edição da LaLiga. Antes de defender o clube da Andaluzia, o jogador atuou no Atlético-MG no futebol brasileiro.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top