Seleção Brasileira

Em busca de convencimento em campo, Seleção Brasileira encara o Uruguai pelas Eliminatórias

Foto: Lucas Figueiredo/FFC

A Seleção Brasileira entra em campo nesta quinta-feira, às 20h30 (21h30 – horário de Brasília), contra o Uruguai, na Arena da Amazônia, em Manaus, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O Brasil de Tite, que apesar da invencibilidade dentro da competição, não vem convencendo pelas atuações bem fracas e com pouca expressão dentro de casa. Além disso, a equipe tenta permanecer invicta e ainda manter tabu contra a Celeste.

– Dentro de campo nós temos uma visão diferença da que vocês têm. Contra a Colômbia, acredito que a seleção jogou bem, principalmente no primeiro tempo, conseguiu criar espaços, mas acabou que não aproveitamos. Não é fácil jogar em Barranquilla. Claro que queríamos a vitória, mas o empate não é um resultado ruim. Somos a seleção brasileira, queremos sempre melhorar, jogar bem, vencer e convencer. É sempre pensando em evoluir, jogar bem. Queremos não só vencer, mas mostrar porque vencemos os jogos – declarou o volante Fabinho, em entrevista coletiva.

Ao contrário do que aconteceu nas últimas Eliminatórias após a chegada de Tite, os resultados não vêm aliados a atuações empolgantes. O números seguem ótimos, mas as partidas não divertem e encantam os torcedores.

O Brasil está na liderança da competição, com 28 pontos. Em 10 jogos, foram nove vitórias e um empate. O Uruguai, por sua vez, se encontra na quarta posição, com 16 pontos, sendo quatro vitórias, quatro empates e três derrotas.

TABU

A última vez que o Brasil jogou contra o Uruguai foi no último jogo de 2020. O time comandado por Tite venceu por 2 a 0, no Estádio Centenário, em Montevidéu. Arthur abriu o placar, e Richarlison ampliou.

O Brasil não perde para os uruguaios desde 2001, tendo seis vitórias e cinco empates nos últimos 11 jogos. Esta foi a terceira vitória seguida da seleção brasileira sobre o Uruguai como visitante, em Montevidéu. Nas duas últimas visitas, inclusive, os brasileiros aplicaram uma goleada sobre a Celeste: 4 a 1 nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, e 4 a 0 nas eliminatórias para 2010.

PRINCIPAL NOVIDADE

Com coragem para arriscar dribles, arrancadas e chutes, o atacante do Leeds United, Raphinha, mudou o jogo contra a Venezuela e recolocou o Brasil na partida contra a Colômbia. O técnico Tite esboçou o time com o atacante no lugar de Gabigol, sendo a principal mudança.

LADO CELESTE

Pelo lado do Uruguai, os craques Cavani e Luis Suárez não estão tendo uma fase nada animadora. Eles não marcam nas Eliminatórias desde novembro do ano passado – há oito jogos – e são alvos de contestações. Além deles, a dupla de meio-campistas Federico Valverde Rodrigo Bentancur, de características menos combativas do que as de jogadores do passado, como Diego Pérez e Arévalo Ríos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top