Futebol Internacional

Em jogo único, Sevilla derrota a Roma e vai às quartas da Liga Europa

(Foto: Divulgação/UEFA)
— Continua depois da publicidade —

Quem consegue parar o Sevilla na Liga Europa? Nesta quinta-feira, o clube espanhol – o maior campeão da história do torneio com cinco títulos – deu mais um passo importante em busca do hexa. Em jogo único e em campo neutro, a equipe comandada por Julen Lopetegui derrotou a Roma por 2 a 0, com gols de Reguilón e En-Nesyri, e se garantiu nas quartas de final da competição.

OLHO NO ADVERSÁRIO

Nas quartas de final, o Sevilla terá pela frente o vencedor do confronto entre Olympiacos e Wolverhampton, que também se enfrentam nesta quinta-feira. Na partida de ida na Grécia, empate em 1 a 1 e uma leve vantagem para os ingleses. Mesmo sem o adversário definido, o Sevilla já sabe a data e o local que voltará a campo. Será na próxima terça-feira, às 16h (horário de Brasília), novamente em Duisburgo. Vale lembrar que, a partir das quartas de final, todos os confrontos serão definidos em jogo único e disputados na Alemanha.

OS 90 MINUTOS

Em um dos confrontos teoricamente mais equilibrados das oitavas de final, na verdade o que se viu foi um Sevilla muito superior à Roma, principalmente no primeiro tempo. Desde o apito inicial, os espanhóis controlaram as ações do jogo e criaram diversas chances até abrirem o marcador aos 21 minutos. O lateral-esquerdo Reguilón recebeu passe de Banega, fez bela jogada individual e contou com a ajuda do goleiro Pau López para marcar. Atrás do placar, a Roma se lançou à frente, equilibrou a posse de bola, mas sofreu com a falta de criatividade e finalizou apenas uma vez na etapa inicial – contra oito do Sevilla. E num desses momentos da Roma no ataque, o Sevilla aproveitou para ampliar a vantagem com um contra-ataque fatal. Já aos 43′, Ocampos foi lançado, ganhou de Ibañez e cruzou para o marroquino En-Nesyri estufar a rede.

En-Nesyri comemora seu gol na partida (Foto: Divulgação/UEFA)

Na volta do intervalo, a partida foi marcada pelo equilíbrio e o placar não se alterou. Apesar da Roma conseguir finalizar mais vezes ao gol, nenhuma levou perigo e o goleiro Bono pouco trabalhou. Comandado pelos argentinos Banega e Ocampos, o Sevilla teve mais posse de bola e soube administrar a vantagem. Aos 27 minutos, o clube espanhol chegou a marcar o terceiro com Koundé, mas a arbitragem marcou impedimento do zagueiro francês. Já nos acréscimos, Banega caprichou na cobrança de falta na entrada da área, mas acertou o travessão.

Siga o perfil do Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo