Corinthians

Em momentos opostos, Corinthians e São Paulo se enfrentam para manter suas invencibilidades

Gabriel e Luan em Corinthians x São Paulo
Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians

Neste domingo (02), o 14° Majestoso disputado na Neo Química Arena será jogado às 22h15 (horário de Brasília), em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Paulista 2021. Além do confronto já carregar a tensão normal de um clássico, um ingrediente em especial se sobressai, dos dois lados, nesse próximo capítulo do duelo entre Corinthians e São Paulo, a invencibilidade.

No caso do Timão, a boa sequência está ligada, exclusivamente, ao seu estádio. Desde que foi inaugurado, em 2014, o Timão não perdeu para seu rival tricolor em Itaquera. Em 13 jogos, o clube do Parque São Jorge registrou 10 vitórias e 3 empates, sendo o mais emblemático deles o duelo de volta das finais do Campeonato Paulista 2019, que terminou com o Alvinegro paulista sendo campeão.

Tirando o fator casa e projetando o confronto deste domingo (02) de acordo com o momento atual das duas equipes, o Corinthians entrará no gramado de sua arena como um mero desafiante. Apesar de já estar classificado para as quartas de final do Paulistão, as últimas atuações do Timão não vem empolgando seu torcedor.

Após a derrota, na própria Neo Química Arena, para o Penãrol-URU pela Copa Sul-Americana na quinta-feira (29), a pressão sobre o técnico Vagner Mancini tornou-se ainda maior, se refletindo em protestos de torcidas organizadas pedindo a saída do treinador do cargo.

Invencibilidade tricolor

O São Paulo, por sua vez, vive um momento bem diferente. No comando de Hernán Crespo, o time do Morumbi está em uma sequência de oito vitórias seguidas, tendo sido derrotado uma única vez na temporada.

Por conta disso, mesmo com o retrospecto ruim na casa do rival alvinegro, o Tricolor paulista chega para o duelo como franco favorito e, olhando para os últimos clássicos disputados na Zona Leste da capital paulista, talvez este seja o momento em que a equipe está mais preparada para quebrar o tabu.

Líder geral da competição com 25 pontos em 10 jogos, o time orquestrado por Crespo, além de ter se adaptado rapidamente ao esquema 3-5-2 instaurado pelo técnico argentino, vai à Neo Química Arena com o que tem de melhor, já que não tem desfalques para o clássico, e deve entrar com os onze considerados titulares mesmo disputando simultaneamente a Libertadores.

Marco para um dos lados

Tirando o caso de empate no confronto, o Majestoso deverá ter um valor significativo muito grande para o lado vencedor.

Com a vitória corinthiana, Mancini ganharia uma sobrevida no cargo — por mais que o técnico garanta que tem total respaldo da diretoria —, mostrando forças para bater um rival que momentaneamente é superior à sua equipe, renovando as esperanças para tentar uma reviravolta na Sul-Americana e crescendo para o mata-mata do Campeonato Paulista.

Por outro lado, em um cenário futuro de triunfo do São Paulo, os comandados de Hernán Crespo marcariam de vez o bom início de trabalho do argentino e ganhariam força na briga pela quebra de outra marca negativa, a ausência de títulos do clube desde 2012.

Todos esses fatores deixam claro que há muita coisa em jogo, além dos três pontos, na partida deste domingo, e a imprevisibilidade presente em um clássico desse tamanho só deixa o duelo ainda mais interessante.

LEIA MAIS: Corinthians encerra preparação para o Majestoso; Veja os relacionados

Para saber tudo sobre o Corinthians, siga o Esporte News Mundo no Instagram, Twitter e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top