Avaí

Em situações opostas na Série B, Figueirense e Chapecoense se enfrentam em Florianópolis

Foto: Patrick Floriani/FFC

O Figueirense recebe a Chapecoense, nesta sexta-feira (09), às 16h. A partida, que abre a 15ª rodada da Série B, acontecerá no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Mas a única coisa que une os dois clubes catarinenses, atualmente, é o estado. Enquanto o Figueirense luta para sair da zona de rebaixamento, a Chape ocupa a vice-liderança da competição, com dois jogos a menos que os demais. O confronto desta rodada é marcado por algumas diferenças. 

Com um dos piores ataques da segunda divisão do nacional, o Figueirense, que anotou 9 gols em 13 jogos, enfrentará a Chapecoense, que tem a melhor defesa da competição. O Verdão do Oeste sofreu apenas 4 gols em 12 jogos. Além disso, o retrospecto em casa do Furacão não é bom, uma vez que venceu apenas uma partida no Orlando Scarpelli nesta Série B. 

Sem perder desde o final de agosto, o Verdão do Oeste vem de duas importantes vitórias que o colocaram na vice-liderança da competição. Se comparada com a atuação como mandante, a Chape deixa a desejar fora de casa. Na Arena Condá, a equipe comandada por Umberto Louzer acumula quatro vitórias e um empate e não sofreu nenhum gol. Porém, como visitante são três vitórias e três empates e uma derrota.

De 13 jogos, em 8 oportunidades o Figueirense não balançou as redes. Mas não é só o sistema ofensivo que o técnico Elano terá dor de cabeça para esta partida. O Furacão tem 9 desfalques devido ao diagnóstico positivo para a Covid-19. Os goleiros Rodolfo Castro e Vitor Caetano, os laterais-esquerdos Brunetti e Sanchez, o lateral-direito Elacio, os volantes Geovane e Heryck e os atacantes Nicholas e Diego Gonçalves foram os nomes divulgados pelo clube. Este último, inclusive, é o artilheiro do time alvinegro, com 3 gols. 

Alan Ruschel, capitão e lateral-esquerdo do time do oeste, não foi relacionado para a partida. A lista de relacionados foi publicada minutos antes de a Chapecoense comunicar que um atleta apresentou resultado positivo para Covid-19. Mesmo com as especulações, o clube não confirmou ou divulgou o nome do jogador infectado mas especula-se que seja o capitão da Chape.

Engana-se quem pensa que será uma partida tranquila. Diante do Botafogo-SP, Louzer teve que improvisar o volante Ronei na lateral-direita, após Ezequiel se lesionar e Matheus Ribeiro já estar no Departamento Médico do Verdão. Entretanto, Ronei apresentou uma contratura na coxa esquerda durante a última partida e precisou ser substituído pelo zagueiro Hiago e não será opção. Além disso, o atacante Bruno Silva apresentou uma lesão muscular na coxa e também desfalca a Chapecoense.

Com tantos nomes indisponíveis, Elano vai precisar improvisar. Sidão, que voltou a treinar essa semana, já precisará ser titular. Patrick deve continuar na direita, Alemão e Paulo Ricardo na zaga e Pereira na esquerda. Arouca, Matheus Neris, Marquinho e Everton Galdino no meio e Bruno Michel e Keké no ataque. 

O Verdão do Oeste também chega para a partida com mudanças em algumas posições. No gol, tudo permanece igual com João Ricardo. Por conta dos desfalques, Hiago deve ser a opção de Louzer pela direita, Joílson e Luiz Otávio na zaga e pela esquerda Busanello deve ganhar espaço. O jogador foi autor do gol do empate na partida contra o Náutico. Anderson Leite, Willian Oliveira e Denner permanecem no meio. No ataque Paulinho Moccelin, Aylon e Anselmo Ramon.

Arbitragem

Wagner do Nascimento Magalhães será o árbitro da partida. Silbert Faria Sisquim e Carlos Henrique Alves de Lima Filho serão os auxiliares. O trio é do Rio de Janeiro. O quarto árbitro será Fernando Henrique de Medeiros Miranda, de Santa Catarina. 

PARA SABER TUDO SOBRE OS TIMES DE SANTA CATARINA, SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTER, INSTAGRAM E FACEBOOK.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top