Santos

Emiliano Velázquez é apresentado no Santos e se diz ansioso para estrear: ‘Fisicamente a cada dia me sinto melhor’

Emiliano Velazquez
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Emiliano Velázquez foi apresentado como novo reforço do Santos nesta quinta-feira (16). O zagueiro ,que já treina com o grupo, falou sobre a ansiedade por sua estreia, que pode acontecer ainda no próximo sábado (18), contra o Ceará.

QUER FICAR POR DENTRO DE TUDO SOBRE O SANTOS? ENTÃO SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO TWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK. E NÃO SE ESQUEÇA DE SE INSCREVER NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE!

– Tem tempo que venho treinando, já há várias semanas. Fisicamente a cada dia me sinto melhor. O que me falta é ritmo de jogo, mas isso se consegue jogando. Espero que eu jogue no sábado. Estou com muita vontade. Quero estar no campo que é onde eu gosto de estar – disse Velázquez.

– Cada dia de treino sem poder jogar me gerava uma situação de ansiedade, de mal estar. Gosto muito de jogar, sempre estar no campo. Por sorte estou disponível no sábado. Tomara que aconteça (a estreia) – desejou o zagueiro.

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O SANTOS:

+Mazzuco ressalta importância de Marinho no Santos, mas deixa renovação em aberto: ‘Se for de interesse de todos será conversado’

+Tardelli diz que teve carro depredado e foi ameaçado após eliminação: ‘Falavam que eu ia morrer’

+Torcida do Santos protesta após eliminação na Copa do Brasil

+Santos irá à CBF protestar após Andreas Pereira atuar na Vila Belmiro sem cumprir quarentena

Emiliano Velázquez ainda falou um pouco obre suas características e exaltou muito a importância do jogo coletivo para que a defesa do time funcione.

– Um jogador que vai dar tudo de si, disputar cada bola como se fosse a última. Organizar para que meus companheiros tenham melhor desempenho e que joguem de uma maneira mais fácil. E como sempre digo, 110% de atitude – comentou o novo camisa 61 do Santos.

– Preferência não tenho. Sinceramente, estar no campo é o que importa. Posso jogar na direita, na esquerda e centralizado na linha de três. Não tenho problema. Desde criança se treina isso e se aprende. Tenho a possibilidade de fazer isso bem – analisou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top