Coritiba

Emocionado, Rafinha se despede do Coritiba e diz que torcerá pelo clube das arquibancadas

Divulgação/Coritiba

Após ser comunicado pela diretoria do Coritiba que não estava nos planos do clube para 2022, o meia Rafinha, de 38 anos, se despediu do Verdão e dos torcedores Coxas-Brancas na última sexta-feira (7). O jogador tinha contrato até o final do Campeonato Paranaense, em abril, mas deixará o time Alviverde antes do previsto.

Para saber tudo do Coritiba siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Rafinha e sua família nunca deixaram de mostrar seu amor e carinho pelo Coritiba. Desde sua primeira passagem, que foi de 2010 a 2013, o meia virou ídolo e em 2019, retornou para o clube num momento complicado e fez com que os torcedores o admirassem ainda mais.

A forma como o jogador foi comunicado que não jogaria mais pelo time do coração deixou os torcedores bastante revoltados, que ao menos esperavam um jogo de despedida ou alguma forma de homenageá-lo pelas 268 vezes que Rafinha foi a campo usando o manto Alviverde, sendo o 11º jogador que mais vestiu a camisa do Coritiba em seus 112 anos de história.

+ Reforço do Coritiba, Pablo García diz ter ‘características mais técnicas’

Durante a coletiva que participou na sexta-feira, o jogador não escondeu sua tristeza em deixar o time paranaense. Ao lado de sua esposa e filhos, todos coxas-brancas, Rafinha apesar dos acontecimentos, agradece a torcida e diz que seguirá torcendo pelo Verdão, só que agora das arquibancadas do Couto Pereira:

— O carinho pelo clube vai ser eterno. A primeira coisa que eu fiz quando cheguei em casa, juntamos quatro em cima da cama e eu falei o carinho que a gente têm por esse clube. O sentimento, o amor, a gente vai continuar no estádio. Vocês não vão deixar nunca de gostar desse clube e o carinho continua o mesmo. Agora é diferente agora vou poder ir no estádio, xingar quem eu quiser xingar e comemorar do jeito que eu comemoro em casa que ninguém sabe (risos). Jogar as coisas no chão, pular e abraçar quem está do lado. Já falei que eu tenho vontade de assistir um jogo na Império para ver como é que é. Agora eu vou ter esse privilégio, esse prazer, esse momento de vivenciar o que realmente o torcedor vivencia no dia do jogo, sabe. Então, o carinho vai continuar sempre o mesmo.

O atleta ainda não sabe se seguirá na carreira futebolística ou irá se aposentar. Quando retornou ao clube em 2019, sua grande intenção era encerrar sua carreira jogando com as cores verde e branca, mas não da forma como foi.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top