Outro lado

Entenda porque Globo e CBF marcaram Supercopa do Brasil no domingo às 11h

Galvão voltará às cabines depois de 14 meses / Instagram: Galvão Bueno

Torcedores de Flamengo e Palmeiras estranharam quando foi divulgado pela CBF que a Supercopa do Brasil seria realizada às 11 horas da manhã, no próximo domingo (11). Acostumados com jogos às 16h, muitos fãs alegaram que o horário diurno é muito cedo e difícil de acompanhar. Todavia, a decisão tomada não foi uma simples escolha, mas sim, motivada por questões comerciais.

Devido a um acordo entre Globo e CBF, o jogo deveria necessariamente ser transmitido para todo o país. O problema é que se ele fosse exibido na faixa das 16h, não haveria como ser mostrado para todos os estados por causa de cláusulas para exibição de campeonatos estaduais.

No dia do jogo entre Flamengo e Palmeiras (11), por exemplo, a Globo de Minas Gerais vai televisionar o clássico entre Atlético Mineiro e Cruzeiro, um dos poucos, se não o único encontro entre os dois times na temporada 2021, já que a Raposa jogará a Série B do Brasileirão. Além do fator contratual, é esperado que o jogo marque altos números de Ibope em Belo Horizonte.

Além do encontro de dois times que foram campeões nacionais e internacionais nas duas últimas temporadas, a Supercopa do Brasil contará com outra atração. Após 14 meses longe das cabines de transmissão, Galvão Bueno está de volta.

Com 70 anos de idade, o narrador estava se isolando como medida preventiva ao Covid-19. Ao lado de Júnior e Caio Ribeiro, ele comandará a transmissão do jogo, que será realizada nos estúdios da Globo e não no Estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top