Campeonato Brasileiro

Entre times da Série A, Ceará é terceiro que mais marcou de bola parada; Confira o ranking

Ao longo da temporada 2022, o Ceará foi comandado por três técnicos: Tiago Nunes, que comandou o Vovô ainda em 2021, iniciou o atual ano, onde ficou até a eliminação para o CRB/AL, nas quartas de finais da Copa do Nordeste. Depois, veio Dorival Júnior, que pegou a primeira fase da Copa Sul-Americana e o início do Brasileirão. Mas logo acabou deixando Porangabussu, após aceitar uma proposta do Flamengo. Atualmente, o comandante é Marquinhos Santos, que chegou na 12ª rodada do certame nacional.

Foto: Lucas Emanuel/AGIF

Ao longo da temporada 2022, o Ceará foi comandado por três técnicos: Tiago Nunes, que comandou o Vovô ainda em 2021, iniciou o atual ano, onde ficou até a eliminação para o CRB/AL, nas quartas de finais da Copa do Nordeste. Depois, veio Dorival Júnior, que pegou a primeira fase da Copa Sul-Americana e o início do Brasileirão. Mas logo acabou deixando Porangabussu, após aceitar uma proposta do Flamengo. Atualmente, o comandante é Marquinhos Santos, que chegou na 12ª rodada do certame nacional.

Entre continuidade e rupturas de processos, entre esses três trabalhos, é possível afirmar a força do elenco Alvinegro no quesito bola parada. O ge.globo fez um levantamento considerando as 20 equipes que disputam a elite nacional, em todos os jogos de sua respectivas temporadas. E os dados coletados comprovam essa afirmativa, tanto ofensivamente, como defensivamente. Vamos aos números:

Gols Marcados

O líder desse ranking, é o Palmeiras. Dos 107 gols marcados em 2022, 48 foram de bola parada. Em seguida, aparece o São Paulo, com 30 dos 85 tentos. Fechando o top-3, vem o Ceará. O Alvinegro marcou 67 gols em 2022, onde 26 saíram de bola parada.

O número de gols marcados de bola parada são 39% do total. Destrinchando esses 26 gols, foram 7 de pênalti, 4 de cobranças de falta diretamente no gol, 2 em falta cobrada com 2 toques, 2 em faltas levantadas na área e 11 através de escanteios. Em cobranças de lateral, o Vovô não marcou.

Gols Sofridos

Considerando na ordem dos que menos sofreram para os que mais sofreram, o Fluminense lidera o ranking. O Tricolor sofreu apenas 9 dos 39 gols através da bola parada. Em seguida, vem o América-MG, com 11 dos 52 gols. Na terceira posição, um empate triplo, onde o critério de desempate, é a porcentagem em relação ao número absolutos de gols sofridos na temporada. Vamos a ordem:

O Atlético Mineiro sofreu 12 dos 43 gols atrás de bola parada. O Flamengo vem em seguida com sofreu 12 dos 42 gols. Fechando o top-5, o Ceará, que também sofreu 12 gols de bola parada, dos 30 sofridos na temporada.

O número de gols sofridos de bola parada são 40% do total. Mais uma vez, destrinchando os dados, os 12 gols sofridos, foram 4 de pênalti, 3 de falta levantada, 3 de escanteio e 2 de lateral. O Vovô não sofreu gols de faltas diretas para o gol ou em dois toques.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top