Conmebol Libertadores

‘Espanholização’? Finalistas da Libertadores, Flamengo e Palmeiras se consolidam como clubes mais vitoriosos do Brasil nos últimos anos

‘Espanholização’? Finalistas da Libertadores, Flamengo e Palmeiras se consolidam como clubes mais vitoriosos do Brasil nos últimos anos
Arte: Esporte News Mundo/Fotos: Divulgação/Palmeiras e Alexandre Vidal/Flamengo

Flamengo e Palmeiras vem se destacando no cenário nacional e sul-americano pelos títulos conquistados nos últimos anos. Por este motivo, surge a pergunta se o futebol brasileiro não está sofrendo uma “espanholização”, já que dois clubes, assim como Real Madrid e Barcelona, dominam os campeonatos e raramente dão chances para os adversários.

As glórias recentes do Palmeiras começaram um pouco antes das do Flamengo. O Verdão aproveitou o grande investimento de um patrocinador para montar uma forte equipe, com nomes como Dudu, Felipe Melo, Gustavo Gómez, dentre outros. O projeto deu certo e o clube, de 2015 para cá, conquistou os seguintes títulos: Copa do Brasil (2015 e 2020), Campeonato Brasileiro (2016 e 2018), Paulista (2020) e Copa Libertadores da América (2020).

Siga o Esporte News Mundo no InstagramTwitterFacebook e Youtube.

Já o Flamengo sofreu um processo de reestruturação. De 2013 até 2018, o ex-presidente Bandeira de Mello conquistou poucos títulos, mas saneou as dívidas do clube, o que permitiu a atual gestão, de Rodolfo Landim, investir pesado. A equipe da Gávea buscou nomes como Gabigol, Arrascaeta, Filipe Luís, dentre outros. As glórias recentes do Rubro-Negro começaram justamente no primeiro ano de mandato do atual presidente, em 2019. O time levantou as seguintes taças: Carioca (2019, 2020 e 2021), Supercopa do Brasil (2020 e 2021), Campeonato Brasileiro (2019 e 2020), Copa Libertadores da América (2019) e Recopa Sul-Americana (2020).

+ Conmebol toma medida drástica contra Globo para final da Libertadores; Confira

+ Anitta anuncia que irá se apresentar na final da Libertadores

Dos campeonatos citados, Flamengo e Palmeiras decidiram a Supercopa do Brasil deste ano, já que o Rubro-Negro havia ganhado o Brasileirão de 2020 e o Verdão a Copa do Brasil da temporada passada. As equipes empataram no tempo normal em 2 a 2. Rafael Veiga abriu o placar com um minuto de jogo, Gabigol empatou aos 22, Arrascaeta virou aos 48 e novamente Rafael Veiga, desta vez de pênalti, aos 29 da etapa complementar, deixou tudo igual. Na decisão por penalidades, os cariocas levaram a melhor, vencendo por 6 a 5, com grande destaque para o goleiro Diego Alves, que defendeu quatro cobranças.

As equipes voltam a se encontrar em uma decisão nesta temporada, desta vez pela Libertadores da América. A partida está marcada para este sábado (27), às 17h (horário de Brasília), no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top