São Paulo

Fã de Stones, Crespo destaca Dani Alves: ‘Para mim, é muito importante’

Fã de Rolling Stones, Crespo destaca Dani Alves: 'Para mim, é muito importante'
Reprodução/SPFC TV

O treinador Hernán Crespo comandou o São Paulo pela primeira vez na noite deste domingo (28), no Estádio Cícero Pompeu de Toledo, o Morumbi, na estreia do time no Campeonato Paulista. O jogo acabou em 1 a 1 diante do Botafogo de Ribeirão Preto, mas o treinador, que se assumiu fã de Rolling Stones, fez questão de se assemelhar a Fernando Diniz, ex-técnico do clube, no discurso de destaque a respeito da importância exercida por Daniel Alves, camisa 10 do time.

Após ser perguntado sobre as funções táticas que o ex-Barcelona pode cumprir dentro de campo, com alguns detalhamentos e explicações para tal, Crespo foi enfático:

“Para mim, Daniel Alves é muito importante”, declarou.

Ainda quanto ao aspecto tático obedecido pelos jogadores de seu time, Crespo fez questão de ressaltar o que é preciso fazer jogo a jogo:

“A ideia é usar toda a amplitude de campo, sobretudo quando jogamos contra um rival que decide jogar todo atrás. Hoje optamos por jogar com três zagueiros, mas podemos jogar com uma linha de quatro, sendo que isso demanda tempo e trabalho. Essa é uma decisão que depende do adversário e da necessidade de cada partida”, ressaltou.

Já quando questionado sobre o tempo em que os reforços deverão chegar para compor seu elenco, Crespo foi direto ao enfatizar que decisões como essa pertencem à diretoria do São Paulo Futebol Clube:

“Os dirigentes responderão sobre o tempo necessário para que alguns reforços cheguem. Não entrarei nas discussões referentes a contratos e finanças, mas sim estarei presente nas conversas e decisões ligadas à parte técnica e futebolística”, salientou.

Na última pergunta da entrevista coletiva, Crespo foi questionado sobre o estilo musical que seu time poderia se parecer em uma eventual comparação cultural. Na oportunidade, se comentou que Jürgen Klopp, técnico do Liverpool, afirmara que alguns times, como o seu, joga e sempre deve jogar como uma banda de heavy metal em razão da alta intensidade. Outros, na visão do alemão, disputam as partidas como uma verdadeira orquestra. Na resposta, Crespo foi direto:

“Não sei fazer tal comparação, mas gosto muito de Rolling Stones, mesmo não sabendo se cabe alguma comparação com o São Paulo”, finalizou.

Para saber tudo sobre o São Paulo, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook!

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top