Cruzeiro

Fábio crê em clássico equilibrado, mas reconhece qualidade do elenco atleticano

Fábio entrevista. Treino do Cruzeiro realizado nesta tarde, na Toca da Raposa 2, em Belo Horizonte. Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Gustavo Aleixo/Cruzeiro

O goleiro Fábio concedeu, na tarde desta sexta-feira (9), uma entrevista coletiva e falou sobre o clássico contra o Atlético no domingo. O ídolo celeste descartou qualquer superioridade de ambas as equipes e reconheceu precisar parar os talentos individuais do rival.

– Independente dos números [sequência de vitórias na temporada], um clássico se equilibra muito. Muito se fala, mas tudo é resolvido nas quatro linhas. Quem tiver atitude, mais comprometimento, gana de querer vencer e colocar em prática isso dentro do jogo vai ficar muito mais próximo de um resultado positivo. Esperamos que o Cruzeiro possa fazer isso. Neutralizar os jogadores importantes que o Atlético tem em seu plantel. É um grupo de bastante qualidade. Mas, no clássico, a gente tem uma camisa gigantesca, uma torcida grandiosa, que a gente representa. E é isso que a gente tem que pensar. Nos torcedores. Na alegria deles.

Fábio é o atleta que mais disputou clássicos na história. Em mais de 16 anos de clube, o goleiro representou a Raposa em 65 oportunidades, tendo um retrospecto positivo. São 27 vitórias, 16 empates e 21 derrotas.

– Nunca poderia imaginar que, quando retornei ao Cruzeiro em 2005, eu pudesse hoje estar aqui presenciando o Centenário e tendo a oportunidade de chegar a essa marca de jogador que mais atuou em clássicos. Não só atuar, mas consegui ter êxito em grande maioria. É gratificante!

Fábio em seu clássico de número 50 // (Foto: Washington Alves)
Fábio em seu clássico de número 50 // (Foto: Washington Alves)

Dentre os 11 titulares do clássico do ano passado, apenas Fábio e Marcelo Moreno ainda vestem a camisa estrelada. O atacante Thiago, ainda presente no elenco celeste, entrou no decorrer da partida e marcou o único gol do Cruzeiro no jogo.

– É importante sempre ter jogadores que já vivenciaram essas grandes partidas, clássicos, decisões. Como a maioria ainda não teve a sua oportunidade, a gente tenta passar. Mas, hoje, você tem acesso à história do clube, aos jogos e ao que representa o resultado positivo dentro do nosso Estado. (…) A gente sabe que tem uma nação torcendo, incentivando, com fé que a gente vai conseguir fazer um bom jogo e ter um rendimento a altura dessa camisa que a gente carrega no peito.

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top