Automobilismo

Felipe Drugovich e Jehan Daruvala dominam pós-temporada da Fórmula 2

Brasileiro liderou três das seis sessões de pós-temporada em Abu Dhabi pela MP.

Foto: Divulgação / Fórmula 2

A temporada da Fórmula 2 chegou oficialmente ao seu fim com o último dia de testes pós-temporadas realizados no sábado, 18, no GP de Yas Marina, em Abu Dhabi. O destaque fica para o desempenho do brasileiro Felipe Drugovich, com o tempo mais rápido em três das seis sessões nos Emirados Árabes Unidos.

(Divulgação / Formula 2)
Drugovich liderou três das seis sessões de pós-temporada da Abu Dhabi (Divulgação / Fórmula 2)

Primeiro dia: Jehan Daruvala (PREMA) – 1:35.435

O começo dos testes de pós-temporada colocou o indiano Jehan Daruvala no topo em seu retorno à PREMA Racing. Sétimo colocado no Campeonato de Pilotos em 2021, no seu segundo ano guiando pela Carlin, Daruvala é do programa de jovens pilotos da Red Bull, e foi terceiro colocado na F3 de 2019 com a PREMA.

A equipe italiana foi dominante nos dois últimos anos e é parceira da Ferrari, alojando três dos oito pilotos da academia da escuderia. Em 2021, com Óscar Piastri e Robert Shwartzman (campeão e vice), somou 444.5 pontos, 156.5 a mais que a UNI-Virtuosi, segunda colocada no Campeonato de Equipes.

(Divulgação / Formula 2)
Jehan Deruvala liderou a dupla da PREMA e espera cavar vaga para próxima temporada (Divulgação / Fórmula 2)

A sessão da manhã, a primeira do dia 1 de testes, no entanto, viu Felipe Drugovich fazer o tempo mais rápido no seu retorno para a MP Motorsport, equipe que defendeu no seu ano de estreia na F2. O brasileiro marcou um tempo de 1:35.577, e completou 31 voltas, seguido de perto por Daruvala, que anotou o tempo de 1:35.622.

Já na sessão da tarde, o indiano inverteu com Drugovich e fez o melhor tempo do dia: 1:35.435, contra o 1:35.793 do brasileiro. Outro nome que se destacou no primeiro dia foi Jack Doohan, vice-campeão da Fórmula 3 em 2021, que marcou o terceiro melhor tempo nas duas sessões pela UNI-Virtuosi.

Segundo dia: Felipe Drugovich (MP Motorsport) – 1:35.614

(Divulgação / Formula 2)
MP de Drugovich conseguiu superar as favoritas PREMAs na pós-temporada (Divulgação / Fórmula 2)

O primeiro dia de testes da pós-temporada se repetiu nos treinos da sexta-feira, 17, com Drugovich, Doohan (1:36.079) e Daruvala (1:36.228) dominando os tempos mais rápidos da manhã. Em meio às 35 voltas que completou no período, o brasileiro fez o tempo mais rápido do dia, com 1:35.614.

A segunda sessão da sexta-feira já teve nomes diferentes aparecendo no top 3, com o americano Logan Sargeant conseguindo o tempo mais rápido da tarde com a Carlin, um 1:36.155. Além de Daruvala (1:36.271)  sendo o segundo mais rápido, Marcus Armstrong também figurou com sua Hitech GP com 1:36.380, seu melhor tempo nos três dias.

Outro nome que apareceu perto dos tempos mais rápidos na tarde da sexta-feira em Abu Dhabi foi o campeão da Fórmula 3, Dennis Hauger. O norueguês pilotou pela PREMA, sua equipe na F3, e já está confirmado por Helmut Marko que subirá para a Fórmula 2 em 2022, porém não foi anunciado por nenhuma equipe do grid. Seu tempo de 1:36.426 foi o suficiente para ser o quarto mais veloz.

Terceiro dia: Jack Doohan (UNI-Virtuosi) – 1:36.110

(Divulgação / Formula 2)
Jack Doohan foi nome recorrente entre os mais velozes na sua primeira vez na F2 (Divulgação / Fórmula 2)

Sem bandeiras vermelhas para interromper a sessão, a última etapa da manhã em Abu Dhabi teve a maioria dos pilotos completando mais de 50 voltas no circuito de Yas Marina. O mais veloz na primeira sessão do dia foi Jack Doohan com o tempo de 1:36.110, que viria a ser o mais rápido de todo o dia.

Também foi mais uma sessão de destaque para Felipe Drugovich, que marcou o segundo tempo mais rápido 1:36.139, apenas 0.029 mais lento que o australiano. O suíço Ralph Boschung, pela Campos Racing, fez o terceiro tempo, com 1:36.203.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Na tarde, Drugovich voltou ao topo da tabela com sua MP, com 1:36.342, liderando sobre as duas PREMAs de Jehan Daruvala (1:36.457)  e Dennis Hauger (1:36.838). A última sessão da pós-temporada também foi a melhor de Jüri Vips, piloto da academia da Red Bull, que marcou 1:37.002 pela Hitech.

Os três dias de pós-temporada na Fórmula 2 também foram a entrada da equipe holandesa Van Amersfoort Racing na categoria, substituindo a HWA Racelab. A escuderia já teve no seu passado nomes como: Mick Schumacher, Dennis Hauger, Jos Verstappen, Charles Leclerc, o próprio Felipe Drugovich, e o atual campeão da Fórmula 1, Max Verstappen.

(Divulgação / FiaFormula2)
Equipe holandesa Van Amersfoort Racing fez sua estreia na categoria (Divulgação / Fórmula 2)

O outro brasileiro que pilotou nos testes foi Guilherme Samaia pela Charouz Racing System. O melhor tempo dele foi 1:36.864, no treino da tarde do segundo dia de treinos. Destaque também para Juan Manuel Correa, que voltou a pilotar na Fórmula 2 mais de dois anos após seu acidente em Spa-Francorchamps com Anthoine Hubert.

A primeira corrida sprint da Fórmula 2 em 2022 será no dia 19 de março, no Bahrein, e terá 28 corridas em 14 fins de semana. O último evento do ano é em 20 de novembro, nos Emirados Árabes Unidos.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top