Futebol Internacional

Fifa anuncia os três finalistas ao prêmio de melhor jogador do mundo

FOTO: Alexander Hassenstein/Getty Images

A Fifa confirmou, nesta sexta-feira (07), os três jogadores que vão concorrer ao principal prêmio do evento “The Best”, que acontece no próximo dia 17 de janeiro. Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, Lionel Messi, do Paris Saint-Germain e Mohamed Salah, do Liverpool, são os jogadores que concorrem à premiação como o melhor do mundo do ano de 2021.

A escolha da Fifa para os três finalistas tem uma mudança com relação à premiação da revista francesa “France Football”. No evento realizado em novembro, a revista deu o título de melhor do mundo a Lionel Messi, colocou Robert Lewandowski em segundo, mas o terceiro lugar ficou com Jorginho, brasileiro naturalizado italiano. A Fifa optou pela entrada de Salah para concorrer ao prêmio principal.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Curiosamente, na eleição da “France Football”, Salah apareceu apenas na 7ª colocação geral, sendo superado por Benzema, Kanté e Cristiano Ronaldo. O egípcio vive agora a expectativa de ser mais um africano a ficar com o título principal, assim como aconteceu com George Weah, da Libéria, em 1995. Na temporada 2020/21, Salah marcou 31 gols em 51 jogos.

Robert Lewandowski, que ficou em segundo na premiação da revista francesa, vive a expectativa de conquistar a premiação de maneira consecutiva, já que em 2020 o polonês do Bayern de Munique conseguiu superar Messi e Cristiano Ronaldo para ficar com a premiação. Para muitos, o atacante era o merecedor da conquista também na “France Football”, mas Messi acabou com a conquista.

O argentino, aliás, é recordista da premiação em toda a história e espera ampliar ainda mais a sua marca. Transferido ao Paris Saint-Germain para a atual temporada, Messi concorre ao prêmio ainda pelo seu desempenho no Barcelona. Na ocasião, já em um momento de baixa do clube catalão, o argentino fez 38 gols em 47 partidas, além de ter contribuído com 12 assistências.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top