Fluminense

Fluminense: um teste cardíaco para o torcedor a cada jogo

Foto: Lucas Merçon / Fluminense

Na última quarta-feira (20), o Fluminense visitou o Coritiba no Couto Pereira. Mesmo com todo o favoritismo apontado para a equipe carioca, o Tricolor conseguiu arrancar apenas um ponto da equipe paranaense. O duelo válido pelo Campeonato Brasileiro terminou com o placar de 3 a 3. 

O Fluminense precisa urgentemente melhorar a sua qualidade defensiva. Em um jogo, considerado fácil ou, no máximo, mediano, levar sufoco não é para qualquer time. O clube das Laranjeiras levou o primeiro gol aos dois minutos de jogo e aos 32 minutos já estava perdendo de 2 a 0 para um time que tem quase 98% de chances de ser rebaixado. No segundo tempo, quando conseguiu empatar, poucos minutos depois levou outro gol e só conseguiu igualar o placar nos acréscimos. Como pode em um jogo de tamanha expressão, os jogadores ficarem satisfeitos em comemorar um empate como se fosse vitória?

Conheça nossa página no Twitter Instagram.

Uma partida que poderia terminar 3 a 0, três pontos a mais na tabela e cada vez mais próximo da Libertadores. Sim, claro, se não houvesse falhas defensivas do Tricolor Carioca. Tendo em vista que os dois primeiros gols foram erros nítidos de marcação e o último gol foi uma grotesca falha na saída de bola do goleiro. Erros graves que aconteceram contra o Corinthians e que apareceram novamente no último jogo. 

O time precisa contratar um técnico com urgência. Um treinador que organize a equipe de forma equilibrada, ou seja, que consiga desempenhar o seu papel defensivo com qualidade, organizar as jogadas no meio de campo com a finalidade de atacar e ter um ataque eficiente. Não adianta recuar e lutar por um erro do adversário seja ele qual for. 

Se o Fluminense continuar nesse ritmo nos próximos confrontos contra as equipes que estão na zona de rebaixamento, o torcedor terá que preparar o coração. Afinal, uma possível vaga na Libertadores ficará cada vez mais emocionante.

LEIA MAIS – Ex-Fluminense, Luiz Fernando relembra passagens pelo clube: “sou muito grato”

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top