Eurocopa

França fica no empate com a Hungria e embola grupo F da Euro

Imago Images

No Estádio Ferenc Puskas, em Budapeste, Hungria e França ficaram no empate (1 a 1) em partida válida pela segunda rodada da Euro 2020. Depois de realizar uma boa exibição contra Portugal, mas acabar sendo punida com um 3 a 0 pesado nos minutos finais da partida, os húngaros necessitavam pontuar diante da atual campeã do mundo e para isso sabiam que iria demandar uma aplicação defensiva exemplar. Já a França, dominou a Alemanha e mesmo que o placar tenha sido magro, começou a competição muito bem e a expectativa era de uma vitória confortável na partida seguinte.

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou dentro do que era esperado. Controle da posse de bola pelo lado da França, que tinha paciência para trocar passes, somar peças pelo lado direito do campo e ir criando o cenário para uma inversão de lado, em busca da aceleração na troca de corredor. Já a Hungria manteve seu estilo com linha de 5, dobras para fechar os lados do campo e uma aplicação defensiva muito grande.

Dessa maneira então, o jogo foi se desenhando, com a França buscando não pular etapas, colocando a bola no chão e buscando progredir em campo. Aos 12 minutos, a jogada começou pelo lado direito, Pogba trocou passes com Pavard e na sequencia encontrou Rabiot em lado contrário. O volante tocou a bola em Mbappe, que achou Benzema na entrada da grande área. O atacante do Real Madrid finalizou, Gulacsi deu rebote e Griezmann perdeu uma chance muito clara para abrir o placar.

Quatro minutos depois, o mesmo cenário. Paciência para começar a construção pelo lado direito, troca de passes de pé em pé e a bola terminou no Digne, que carregou pelo corredor esquerdo e cruzou na medida para Mbappe, que desviou a bola com muita força, mandando para fora.

A seleção Húngara se mantinha em seu papel. Marcação forte, muita concentração nas ultrapassagens da França e um bom trabalho defensivo como um todo, contudo, assim como contra Portugal, repetia o erro de não somar saídas ao ataque, seja em escapadas pelos flancos do campo ou com a ligação direta. Aos 30. Mbappe se desgarrou pela direita, finalmente conseguiu receber dentro da área e rolou para Benzema, que bateu de primeira, mas acabou errando o alvo. O atacante do PSG continuou tentando, buscando a bola, insistindo e criou nova chance alguns minutos depois, mas o gol não aconteceu no primeiro tempo. Quer dizer, não pelo lado francês.

Depois de uma primeira etapa inteira, 45 minutos sem somar saídas boas para o ataque, Fiola conseguiu a tabela com Sallai, fez a ultrapassagem e saiu cara a cara com o Lloris, finalizando com tranquilidade e inaugurando o marcador. Depois de 45 minutos confortáveis para a França, quem foi ao vestiário com a vitória foram os húngaros.

SEGUNDO TEMPO

Mesmo com a derrota na primeira etapa, Deschamps preferiu não realizar trocas no intervalo, já que o desempenho da seleção francesa foi bom. Contudo, a postura da Hungria melhorou, a abordagem defensiva ficou ainda mais justa e o desempenho dos campeões do mundo caiu. Aos 57, Rabiot saiu para a entrada de Dembele e a modificação na estrutura de jogo, acabou causando uma confusão no ajuste defensivo hungaro. Poucos minutos depois, Mbappe pressionou a saída de bola, conseguiu o roubo e cruzou em busca de Griezmann. Orban afastou mal e o camisa 7 empatou a partida.

Depois do gol de empate, o jogo entrou num terceiro momento, com a Hungria seguindo o seu trabalho defensivo, mas levando perigo também nas escapadas pela esquerda, contando com uma grande segunda etapa de Sallai. Já a França, mesmo que sem o mesmo critério e acerto técnico da primeira etapa, ia criando suas chances, tendo boas oportunidades para marcar. Deschamps apostou em Tolisso e Giroud já nos minutos finais e os dois até participaram de boas jogadas, com o primeiro finalizando em gol da entrada da área e o segundo servindo de pivô para deixar Mbappe na boa, mas o camisa 10 perdeu a chance.

O jogo terminou mesmo em empate, com clima de festa para os húngaros, que enfrentarão a Alemanha sonhando com a classificação. Já a França está confortável para se classificar, ainda que seja com a terceira colocação, mas irá enfrentar Portugal com uma necessidade de vitória, para garantir a primeira colocação.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top