Botafogo

Futuro de esperança: John Kennedy e Matheus Nascimento fazem duelo à parte entre Fluminense e Botafogo

Fotos: Mailson Santana/Fluminense, Vitor Silva/Botafogo; Montagem: ENM

Por Carlos Mello e João Luiz Santoro

Joias de Fluminense e Botafogo, John Kennedy e Matheus Nascimento são as atrações do clássico deste domingo, às 20h30, em São Januário, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os garotos de 18 e 16 anos, respectivamente, são a esperança de um futebol mais animador entre os clubes cariocas, com mais ousadia e criatividade. Seja em uma possível Libertadores, onde o Tricolor luta por uma vaga, ou até mesmo na Série B, em que o Alvinegro enfrenta uma briga para escapar do rebaixamento, os garotos podem surgir como grandes novidades para próxima temporada.

JOHN KENNEDY

Foto: Mailson Santana/FFC

Uma das principais promessas do Fluminense, John Kennedy já mostrou seu cartão de visitas em sua primeira partida pelo profissional. A joia precisou de 13 minutos para incendiar a partida, que terminou empatada por 3 a 3, no Estádio Couto Pereira, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. John tem 17 gols nesta temporada, somando os 32 jogos por Sub-20, Sub-23 e agora profissional.

John Kennedy fez a diferença em seu primeiro jogo. Com a sua entrada, o time ficou mais ofensivo e pôde buscar o empate na raça. Um dos pontos importante do jovem atleta é a polivalência, com o ponto forte como segundo atacante, ao lado de um camisa 9. Além disso, pode ficar postado tanto como um centroavante. A ideia era utilizá-lo somente na próxima temporada, mas a necessidade forçou.

O atacante chegou em Xerém com 14 anos e, desde então, vem chamando atenção na base tricolor. Em 2019, quando ainda defendia o sub-17, fez 16 gols, incluindo o do título carioca da categoria – contra o Flamengo, aos 48 do segundo tempo. O vínculo com o Fluminense foi firmado ano passado e vai até 2024. A multa rescisória para clubes do exterior, agora, é de € 40 milhões (cerca de R$ 256,8 milhões na cotação atual).

Ele chega para dá “alegria nos pés” no time do Fluminense, com habilidade, criatividade e fazedor de gols. Se for bem aproveitado, o Tricolor pode colher bons frutos e John Kennedy pode conquistar destaque. Algo que irá ser feliz para ambos os lados. No entanto, é preciso cautela e não se pode colocar pressão no jogador, apesar da qualidade, mas sem dúvidas pode fazer a diferença.

MATHEUS NASCIMENTO

Foto: Vitor Silva/Botafogo

Todos os anos sempre escutamos falar de alguma joia da base que poderia ter oportunidade no time profissional independente da idade. Isso não foge do Botafogo na atual temporada.

O nome da vez é Matheus Nascimento de apenas 16 anos. O menino já realizou quatro jogos no profissional, totalizando, 94 minutos em campo. No clássico diante do Fluminense será titular pela segunda vez com a camisa do Glorioso. Em 2020, Matheus também atuou no sub-17 (sua categoria) e pelo sub-20.

Com uma situação bem complicada dentro do Campeonato Brasileiro, o Glorioso é o último colocado, Matheus pode ser a joia para a temporada de 2021. Muitos apostam no garoto na sequência do ano. Ele deve ganhar chances e mais chances, até porque, caso caia para a Série B, o dinheiro nos cofres do clube também irá minguar. Com isso a oportunidade, não só de Matheus, mas como outros jovens aparecerem, é grande em 2021.

O jogador tem contrato com o Alvinegro até junho de 2023 e sua multa é de  R$ 150 milhões para o futebol brasileiro e  50 milhões de euros (mais de 300 milhões de reais).

O jogo de logo mais será o primeiro clássico que o jovem irá disputar no profissional. Assim como Barroca, a torcida mostra confiança e esperança no jovem de General Severiano, que podemos dizer, vem entrando no momento complicado mas que pode ser um aprendizado para um futuro próximo de conquistas junto com o clube

JOGOS DISPUTADOS:

  • CORINTHIANS – ATUOU POR 10 MINUTOS25/11
  • ATLÉTICO-MG – ATUOU POR 15 MINUTOS17/01
  • SANTOS – ATUOU POR 10 MINUTOS20/01
  • ATLÉTICO-GO – ATUOU POR 59 MINUTOS

OBS: Os minutos não estão contando os acréscimos de cada jogo

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top