Corinthians

Gabriel Pereira volta a receber chances no Corinthians após três meses

Gabriel Pereira volta a receber chances no Corinthians após três meses
Foto: Divulgação/Rodrigo Coca/Ag.Corinthians

Em suma, o Cria do Terrão, Gabriel Pereira, de 20 anos, vem aos poucos agradando o técnico Sylvinho, e conquistando seu espaço no elenco do Corinthians

O meia-atacante entrou nas duas partidas recentes do Timão. Assim, na vitória contra o Grêmio em Porto Alegre, ele atuou em nove minutos, e no empate com o Juventude na Neo Química Arena, nessa última terça-feira (7), por 22 minutos. 

A explicação para essa série de oportunidades, se dá pelo crescimento de Gabriel nos treinamentos. Vale ressaltar, que ele ficou três meses sem entrar em campo. Um dos motivos da ausência foi a condição física do jovem que não tinha uma carga muscular capaz de aguentar o nível do profissional. 

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Por outro lado, a evolução de GP, como é conhecido, minou o espaço de outros atletas como o do atacante Marquinhos, que não saiu do banco de reservas nos últimos jogos do Corinthians. A saída de Mateus Vital para o Panathinaikos (GRE), foi outro fator que aumentou o tempo em campo do jovem. Fora a lesão de Adson, que vinha atuando como titular, e não joga desde a partida contra o Athletico, quando sofreu um trauma na perna esquerda. 

Desse modo, ao todo, Gabriel Pereira tem 13 partidas na temporada, sem marcar gols ou dar assistências, com um total de 372 minutos em campo. Ele chegou ao Timão vindo do Guarani, é um dos atletas mais promissores da base Alvinegra, querido pela torcida, e ainda sob o comando de Vagner Mancini, GP recebeu suas primeiras oportunidades no time de cima.

Com o empate diante do Juventude, o Corinthians estacionou na 6º posição com 28 pontos, perdendo a chance de se igualar na tabela ao Flamengo, que tem 30 e duas partidas a menos. Na próxima rodada, os paulistanos vão a Goiânia enfrentar o Atlético-GO, no Estádio Antônio Accioly, no domingo (12), às 18h15. 

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top