e-Sports

Valorant: Gamelanders e YNG Sharks vencem no primeiro dia de Challengers Finals

Foto: Reprodução/Riot Games.

A tarde dessa sexta-feira (30) marcou o início das finais do VCB BR, com as oito melhores equipes do cenário nacional de Valorant buscando uma das duas vagas para o primeiro Masters internacional, na cidade de Reykjavík, Islândia. Gamelanders e YNG Sharks foram as duas primeiras equipes a vencer nas finais, em modelo MD3. As duas equipes jogaram contra Havan Liberty e SLICK, respectivamente. Além das vagas no Masters Reykjavík, a competição também conta com premiação de 60 mil reais para o primeiro colocado, 40 mil para o segundo e 20 mil para o terceiro lugar.

No primeiro confronto da tarde de VCB BR, entre Gamelanders e Havan Liberty, as equipes fizeram uma partida pegada em dois mapas, Icebox e Haven. Em Icebox, a Gamelanders exerceu domínio no início e no final do mapa, com a Havan Liberty tirando uma boa desvantagem ao logo do jogo. A GL chegou a abrir 5 pontos de vantagem, mas viu a HL marcar diversos rounds em sequência e empatar algumas vezes na partida. Mas o MWzera veio com tudo pra esse jogo e foi essencial para a disparada da GL em Icebox e para garantir o primeiro Map Point. No segundo mapa, Haven, a HL começou melhor abrindo uma vantagem de 3 pontos no início da partida, mas novamente MWzera se destacou na equipe da Gamelanders e conseguiu reverter a situação com boas sequências ainda no ataque. Após a troca de lados, a Havan chegou a ensaiar um empate, mas não conseguiu penetrar bem na defesa de Nyang e Mwzera. A Gamelanders avançou nas finais pelo Upper Bracket enquanto a Havan Liberty ainda jogará no Lower Bracket pela chance de continuar nas finais com o sonho de garantir uma das vagas para o Masters.

No duelo entre SLICK e YNG Sharks, o roteiro foi bem diferente do primeiro compromisso da tarde. As duas equipes precisaram de três mapas para definir o vencedor, Icebox, Ascent e Haven. Em Icebox, a SLICK simplesmente não deixou a Sharks jogar, chegando a um impressionante placar de 13 a 3, em uma das finais que prometiam um jogo parelho. Em Ascent, justamente o oposto aconteceu e a Sharks aplicou o expressivo placar de 13 a 4 na SLICKS. Os poucos pontos marcados pela SLK em Ascent ou foram de clutchs, ou foram de jogadas individuais de destaque, mas o trabalho de equipe não funcionou em nenhum momento. O mapa de decisão foi Haven, de longe o mapa mais equilibrado entre as duas equipes. Em Haven, SLK e SHK foram parelhas a todo momento, com pelo menos três viradas e diversos empates ao longo da série. Apesar do equilíbrio, a Sharks foi superior e garantiu sua vaga na próxima etapa das finais do VCB BR.

Confira um pouco do que rolou nas partidas do primeiro dia das finais do VCB BR:

Gamelanders (2) X (0) Havan Liberty

Line-up Gamelanders: Mwzera, John, Jhow, Nyang e Fzr

Line-up Havan Liberty: Liazzi, Heat, Shion, Pleets e Myssen

Icebox (GL 13 x 9 HL): O início do mapa foi marcado pela agresszividade da Gamelanders. A equipe não segurou as jogadas em nenhum momento na primeira metade. Forçando o plant no Ponto A, a GL levou o Round Pistol e os três seguintes com direito à Clutch de “Fzr”, tomando uma vantagem de 4 pontos antes do primeiro da Havan Liberty. A HL de Heat, por outro lado, só conseguia pontuar quando levava a primeira eliminação, o que demorou um pouco para acontecer. Quando o time da Havan começou a jogar, porém, aplicou uma sequência de 5 rounds seguidos e empataram o mapa no último ponto antes da troca de lados.

No início da segunda metade, a Gamelanders retomou a vitória e levou o Round Pistol e o forçado, aumentando sua vantagem, mas a Havan Liberty de “myssen” logo respondeu com outra ótima sequência, dessa vez no ataque, e empatou novamente a partida. Com um round avassalador de quatro abates de “MWzera”, a GL impediu a equipe adversária de tomar a frente do placar, mas voltou a sofrer outro empate em seguida. O MW não veio pra brincar. No round 20, o jogador conseguiu um clutch depois de uma dupla eliminação e garantiu uma vantagem de dois pontos para sua equipe. Ainda com atuação de gala, o jogador foi responsável por pelo menos 3 eliminações em todos os rounds restantes até a confirmação do Map Point. Placar final de Icebox, 13 a 9 para a Gamelanders de “Mwzera”, que sozinho garantiu XX abates e XX first bloods.

Haven (GL 13 x 9 HL): O segundo mapa começou diferente com a HL levando o Round Pistol em um retake eficiente da equipe, e os outros dois seguintes antes do primeiro ponto da GL. A equipe da Gamelanders encontrou muita dificuldade para jogar no ataque nesse início de primeira metade, quase sempre começando o round na desvantagem numérica. Apesar do roteiro repetido, a GL contou com a ótima atuação de Nyang. O jogador garantiu um belo clutch no segundo ponto da equipe e no empate em 3 a 3. A partir do empate, a equipe passou a encaixar jogadas mais efetivas no Ponto A, plantando e protegendo a spike com sucesso no after-plant. De três pontos atrás, a equipe da GL foi direto para três pontos na frente, antes de ser interrompida pelo quarto ponto da Havan Liberty. O mapa de Haven nos trouxe o mesmo roteiro de Icebox, e HL marcou uma sequência que levou ao empate no último ponto antes da troca de lados.

No Round Pistol após a troca, a GL conseguiu o retake e garantiu o primeiro ponto de uma sequência de três. A Havan marcou seu sétimo após um bom avanço no ponto A, mas logo em seguida já viu a Gamelanders retomar a vitória com triple-kill de MWzera, mais uma vez brilhando na partida. Nessa última sequência, a GL engatou uma sequência que levou a equipe direto ao Match Point. A Havan de “Heat” ainda conseguiu protelar o inevitável por dois rounds antes da GL garantir a vitória do mapa e da partida com um round frenético da equipe na defesa que fechou bem o ponto A no avanço rushado da HL.   (MWzera – 29 kills e 7 first bloods)

SLICK (1) x (2) YNG Sharks

Line-up SLICK: Aspas, DONSA, B L D, ntk e DiMAS.

Line-up YNG Sharks: fra, DeNaro, gaabxx, prozin e light.

Icebox (SLK 13 x 3 SHK): A SLICK começou a partida partindo com tudo pra cima da Sharks. Ninguém esperava que o primeiro mapa pudesse ser tão desequilibrado. Depois de levar o Round Pistol e o forçado, a SLICK viu a Sharks marcar seu primeiro ponto. Depois do primeiro da SHK, a SLK engatou uma sequência de 7 pontos, chegando a vencer por uma boa vantagem ainda no primeiro mapa. A partir do placar 8 a 1, a Sharks parecia que voltaria com tudo, depois de levar dois rounds com extrema eficiência na defesa do ponto B, mas a SLICK voltou a pontuar todos os rounds até a troca de lados.

Após a troca de lados, a SLICK de “aspas” continuou o passeio em cima da Sharks que seguiu sem pontuar até ver a equipe adversária confirmar o Map Point e em seguida, a vitória. Placar do mapa, 13 a 3 para a SLICK. Vale destacar as atuações de “ntk” e “aspas”, ambos com 17 abates.

Ascent (SLK 4 x 13 SHK): Em um bom avanço de Prozin, a Sharks saiu em superioridade numérica e garantiu o Round Pistol e o forçado, trabalhando com muita calma nos avanços aos Bomb Sites. A equipe não pisou no freio e passou por cima da composição defensiva da SLICK chegando a abrir 5 pontos de vantagem antes de a SLK pedir uma pausa técnica ainda na primeira metade do jogo.  A pausa não foi tão efetiva, pois na volta a primeira equipe a marcar foi ainda a SHK. Foi só quando a Sharks chegou ao sexto ponto que a SLICK levou seu primeiro Round com um belo Clutch de “ntk”, com a equipe levando também o próximo round. Na troca de lados, o placar marcava 8 a 4 para a Sharks, que apesar de ter perdido espaço para o adversário, ainda se manteve na vantagem.

Após a troca, a SHK levou o Round Pistol, o forçado, e todos os outros rounds que foram disputados até a confirmação da vitória pela equipe. A SLK simplesmente não conseguiu jogar na segunda metade, e a equipe foi eliminada com facilidade em todos os rounds da segunda etapa. O placar final do segundo mapa foi de 13 a 4 para a YNG Sharks, com destaque para a atuação de Prozin e gaabxx, ambos com 18 eliminações.

Haven (SLK 11 x 13 SHK): O Round Pistol em Haven trouxe novos ares para o jogo, com todos os jogadores caindo um por vez, deixando o round para ser resolvido em uma situação 1v1 onde Ntk brilhou para levar o primeiro ponto do mapa para a SLK. A equipe encaixou as jogadas ofensivas e fez boas defesas after-plant, garantindo quatro pontos de vantagem antes do primeiro ponto da SHK. Quando a Sharks melhorou a economia, passou a apresentar boas jogadas de defesa em função do equilíbrio de equipamentos, chegando a empatar o mapa com quatro vitórias seguidas. Após o empate, a SLICK se reencontrou com a vitória com double-kill de ntk, mas o empate voltou ao placar depois de excelente jogada de DeNaro. O round seguinte marcou a virada da SHK e a equipe entrou na frente do placar pela primeira vez no último mapa. Na troca de lados o placar mostrava 7 a 5 para a YNG Sharks.

Após a troca, o Round Pistol e o seguinte foram levados pela SLICK, voltando a empatar a partida. A partir da igualdade no placar, o mapa pegou fogo com cada equipe pontuando por vez. O empate perdurou até o 9 a 9, momento em que a Sharks voltou a abrir vantagem e chegou ao Match Point. A SLICK até conseguiu chegar ao 11º ponto, mas perdeu o último round antes de levar a partida para o Overtime. Placar final, 13 a 11 para a YNG Sharks com destaque para “gaabxx”. O jogador da SHK levou 25 eliminações e 4 first bloods.

As partidas das finais do VCB BR continuam amanhã, às 13:00, e serão transmitidas pelos canais oficiais de Valorant da Riot Games no Brasil. Havan Liberty e SLICK ainda não se despedem da competição e jogam entre si no domingo pelo Lower Bracket pela chance de continuar na luta por uma das vagas para o Masters.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top