Cruzeiro

Gilvan de Pinho Tavares, ex-presidente do Cruzeiro, tem casa depredada após eliminação

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Cruzeiro foi eliminado, nessa quarta-feira (9), da Copa do Brasil pela Juazeirense após perder a disputa de pênaltis. Após o resultado indigesto para a torcida celeste, a fachada da casa do ex-presidente do clube, Gilvan de Pinho Tavares, no bairro Barroca, região Oeste de Belo Horizonte, foi depredada.  

Em entrevista à Rádio Itatiaia, Gilvan relatou que os vândalos tentaram quebrar o portão, quebraram vidros de duas janelas e jogaram pedras no telhado. Ainda, segundo o ex-presidente, ninguém ficou ferido. Gilvan registrou um boletim de ocorrência e disse que câmeras de segurança registraram a ação. 

Veja também: Vaza suposto áudio de Sérgio Santos Rodrigues menosprezando protestos da torcida: ‘Acham que vou renunciar? Eu to cag.. pra isso’

Gilvan de Pinho Tavares a presidência do Cruzeiro em 2012, cargo que esteve à frente até 2017. Neste período, o time celeste conquistou dois Campeonatos Brasileiro (2013 e 2014), um Campeonato Mineiro (2014) e uma Copa do Brasil (2017).  

A desclassificação do Cruzeiro na Copa do Brasil gerou outros desdobramentos. Além da demissão do técnico Felipe Conceição, a Máfia Azul, maior torcida organizada do clube, marcou protesto para este sábado (12), na Toca da Raposa II, pedindo a renúncia do atual presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues

Agora, o Cruzeiro disputa, no ano do centenário, apenas a Série B do Campeonato Brasileiro em busca do acesso à elite nacional. 

Para saber tudo sobre o Cruzeiro, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top