Botafogo

Vitória consistente contra o Ceilândia mostra força do elenco do Botafogo

Foto: Botafogo/Vitor Silva

A vitória de 3×0 contra o Ceilândia, na noite da última quinta-feira (12), mostra que o time do Botafogo apresenta nítida evolução em pouco tempo de trabalho de Luís Castro. Mas o que chama mais atenção é que mesmo com um time misto e com a ausência de titulares importantes, a equipe não teve nenhuma dificuldade para bater o time de Brasília.

O jogo foi marcado por altíssimo índice de posse de bola do Botafogo e completa apatia do time do Ceilândia, que ameaçou muito pouco, e nas poucas vezes que assustou, Gatito Fernández não fez falta, pois o goleiro Douglas Borges foi bem quando exigido. O mesmo aconteceu em outras posições, já que devido a boa vantagem construída no jogo da ida e a confiança de Luís Castro em seu elenco, alguns titulares foram poupados, e os reservas que atuaram foram bem.

Entre os poupados podemos incluir Gatito Fernández, Daniel Borges, Tchê Tchê, Victor Sá, Gustavo Sauer e Erison. Victor Cuesta e Oyama também não jogaram, pois devido ao regulamento, não podem mais atuar na Copa do Brasil nesta temporada. Dos titulares na vitória contra o Flamengo, apenas Saravia e Kanu atuaram.

Podemos dar destaque a Douglas Borges, Hugo, Joel Carli, Patrick de Paula, Del Piage, Diego Gonçalves e Matheus Nascimento, todos foram bem na partida. Os jogadores que deixaram a desejar foram Chay e Lucas Piazon, mas também não fizeram uma partida tão ruim. Esse rodízio no elenco é considerado de grande importância por Luís Castro, já que se mantém o nível de descanso e competitividade da equipe, dando oportunidades a todos os atletas e mantendo a concorrência pela titularidade em cada posição.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top