Bahia

Atuações ENM: América-MG não toma conhecimento do Bahia e derrota o Tricolor dentro de casa; veja notas

Nesta quarta-feira (30), Bahia e América-MG se enfrentaram no estádio Pituaçu em jogo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasil. Apesar do resultado de 4 a 3, o Tricolor jogou mal praticamente o jogo todo, saindo atrás no placar desde o início e contando com o brilho de Gilberto, artilheiro isolado do Brasileirão com seis gols, para diminuir o vexame atuando dentro de casa.

Diferentemente da última partida contra o Palmeiras em que o Bahia também foi derrotado jogando bem fora de casa, contra o América-MG foi completamente diferente, o Coelho fez um jogo muito seguro, anulou as principais forças ofensivas do Bahia e simplesmente não tomou conhecimento do Esquadrão e chegou a estar vencendo por três gols de diferença até os acréscimos da segunda etapa.

O resultado de 4 a 3 não refletiu o campo, o Bahia foi completamente encurralado pelo América que saia rápido nos contra-ataques, levava perigo na bola aérea e marcava muito forte. O Tricolor quase empatou ainda no primeiro tempo, mas após o intervalo, viu o adversário comandar as ações, conseguindo somente diminuir no final da partida com gols de Gilberto

Com a derrota de hoje, pela primeira vez neste Brasileirão o Tricolor chega ao seu segundo jogo consecutivo sem triunfar. Já o América-MG conseguiu sua primeira vitória e escapou da zona de rebaixamento, ocupando a 16ª colocação, o Bahia é o 6º colocado, mas pode ser ultrapassado e cair na tabela de classificação.

DESTAQUES

Rodriguinho O meia foi o responsável por marcar o primeiro gol do Bahia na noite ainda na primeira etapa e foi também a principal(talvez única) fonte de criatividade do Tricolor. No segundo tempo, não conseguiu dar seguimento, o Bahia teve um segundo tempo desastroso.

Gilberto Apesar de ter ficado sumido quase que o jogo inteiro, quando teve oportunidade não perdoou, teve poucas chances e foi pouco participativo, mas mostrou no final do jogo o porquê é o artilheiro do Brasileirão, primeiro numa bela cabeçada se antecipando à zaga adversária, e no segundo gol, demonstrou todo seu oportunismo para empurrar a bola pro fundo da rede.

CORNETAS

Lucas Fonseca/Juninho – Os dois zagueiros do Tricolor fizeram uma partida tenebrosa, lentos na marcação, pouca confiança e erros individuais durante toda partida. O técnico Dado Cavalcanti não pôde contar com Conti, por isso apostou em Lucas Fonseca que falhou nos dois primeiros gols da partida e teve péssima exibição.

Óscar Ruiz O paraguaio definitivamente não consegue contribuir para equipe. Entrou para dar mais opção, movimentar, dar fôlego, e não conseguiu. Além de ainda ter perdido um gol sem goleiro após bela jogada de Thonny Anderson, chutando em cima do zagueiro do América com o gol completamente livre.

NOTAS

Matheus Teixeira  4,0

Nino Paraíba 5,0

Lucas Fonseca 2,0

Juninho 3,0

Matheus Bahia2,0

Patrick de Lucca – 5,0

Daniel 4,0

Thaciano – 3,0

Rodriguinho – 6,0

Rossi – 4,5

Gilberto – 5,0

SUBSTITUIÇÕES

Maycon Douglas 5,0

Óscar Ruiz 3,0

Thonny Anderson 6,0

Jonas  5,0

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top