Automobilismo

GP de Monza abrirá circuito para 250 médicos e enfermeiros que combatem a Covid-19

Foto: Reprodução

A Itália foi um dos principais epicentros da pandemia do Coronavírus, mas o país será o primeiro a receber espectadores na Fórmula 1, tanto no GP de Monza, quanto no da Toscana, que vão acontecer nos próximos dois fins de semana. Porém, o primeiro prestará uma homenagem a profissionais de saúde que combatem a Covid-19. Ao todo, 250 médicos e enfermeiros estarão presentes no circuito.

O grande prêmio da Toscana contará com 2.880 espectadores a cada dia do final de semana, na sexta nos treinos livres, no sábado, na classificação, e no domingo, na corrida. A prova marcará o GP de número 1000 da Ferrari, que vive um péssimo momento, tendo uma das piores temporadas da sua história. Para piorar, Lewis Hamilton pode igualar a marca de vitórias de Michael Schumacher, que ao longo da sua carreira, venceu 91 vezes, 72 na escuderia italiana.

Ao todo, a Itália teve até agora 271.515 casos confirmados de Coronavírus, com 35.497 mortes e 208.201 recuperados. O país chegou a liderar o ranking de casos e mortes no mundo, mas hoje ocupa a 18ª posição em número de pessoas que foram contaminadas e o sexto em óbitos.

A próxima corrida da Fórmula 1 será o GP de Monza, na Itália, no próximo domingo (6).

1 Comment

1 Comment

  1. Pingback: GP de Monza abrirá circuito para 250 médicos e enfermeiros que combatem a Covid-19 | DF MANCHETES

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top