Grêmio

Jogadores do Grêmio, que substituirão atletas com Covid-19, viajam para encontrar a delegação no Paraguai

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio enviou na tarde quinta-feira (08), para o Paraguai, três jogadores com a intenção de reforçar o grupo que enfrenta o Independiente Del Valle, pela Libertadores. Todos foram testados antes da viagem e não estão com Covid-19. São eles: o lateral-direito Felipe Albuquerque, da base gremista, o ponta Luiz Fernando, emprestado pelo Botafogo e o lateral-esquerdo Guilherme Guedes, também das camadas jovens da equipe gaúcha. Os “reforços” na delegação serão opções para o Grêmio, comandado pelo auxiliar Alexandre Mendes, no confronto do dia 09, no Estádio Defensores del Chaco, em Assunção, às 19:15.   

O Grêmio teve alteração de local para a partida contra o Independiente Del Valle, às 19:15, válida pela terceira fase da libertadores. A mudança de local ocorreu, pois alguns atletas do elenco gremista testaram positivo para Covid-19 e as autoridades equatorianas optaram que, por motivos de segurança, a partida não poderia ser realizada em Quito.

Além dos atletas já lesionados, o Imortal perdeu outras quatro peças do elenco por conta da testagem positiva para o vírus. Em voo fretado, foram mandados de volta ao Brasil: o goleiro Paulo Víctor, o lateral-direito Vanderson – estes com casos confirmados de Covid-19 – , o também ala pela direita Víctor Ferraz e o zagueiro Emanuel, com sintomas da doença, mas com testes negativos. Por questão de segurança, os atletas foram retirados do elenco. Todavia, o principal problema, que obrigou o Grêmio a enviar novos atletas para a delegação, é que ambos os laterais foram afastados, e o técnico ficaria sem opções pra função. Diante de todos estes acontecimentos, o Grêmio tranquilizou a torcida, e afirmou, no site oficial, que todos os 43 testes realizados nos membros que ainda estão com a delegação, em Assunção no Paraguai, tiveram resultados negativos nesta quarta-feira (07)

Para saber tudo sobre o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top