Grêmio

Grêmio segue com mesmos problemas, mas o presidente, Romildo Bolzan, ainda acredita em reviravolta

FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

O Grêmio perdeu para o Bahia pelo placar de 3 a 1 na noite de ontem (26), na Arena do Fonte Nova, Salvador, em partida válida pelo jogo da trigésima quinta rodada do Brasileirão. Com o resultado, o tricolor encaminha-se na direção do rebaixamento devido à distância criada para os times de fora do Z-4. 

O vice-presidente de futebol do Grêmio, Dênis Abrahão, falou em entrevista coletiva pós-jogo sobre as dificuldades da equipe e sobre todas as tentativas de reverter o estado anímico do grupo de atletas:

— Nós temos todas as respostas para todas as perguntas, sabemos tudo o que está acontecendo aqui e vamos conversar segunda-feira. O que mais me preocupou foi o estado anímico. Fizemos de tudo para mostrar a importância desse jogo. —

O Grêmio ignorou muitos problemas durante 2021

A escalação da equipe demonstrava erros repetidos por todos os técnicos do tricolor, como a titularidade de Alisson e Vanderson. Alisson demonstrou ter dificuldades quando tem de ser o armador da equipe. É um bom jogador para compor grupo, mas dificilmente age como protagonista do time.

O time do Grêmio estava claramente desorganizado e tenso em campo, cometia erros bobos de passe e marcação. Diversos jogadores estavam desequilibrados psicologicamente, como Vanderson e Gabriel Grando, que cometeram erros durante a partida. O lateral errou quase todos os passes que realizou. Perdeu a bola treze vezes, errou os cinco cruzamentos tentados e recebeu cartão por jogar a bola no rosto de um adversário.

Para saber tudo sobre o Grêmio, siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Outro erro repetido foi a escalação com três volantes, que fora tentada durante toda a temporada e nunca havia trazido resultados. Dessa vez, o treinador, Vagner Mancini, achou interessante começar com o trio defensivo e o resultado foi ruim novamente. Além da escalação de jogadores e estratégias, atletas, que quase tiveram seus contratos rescindidos, retornam ao time como peças importantes, como o caso do lateral-esquerdo, Bruno Cortêz.  

O presidente, Romildo Bolzan Jr. disse que ainda acredita nos resultados e na permanência da equipe na Série A do Brasileirão: — Tem que acreditar porque ainda tem possibilidade. Depende de combinações e de nós fazermos os nossos pontos, por isso tem que acreditar. — A situação do Grêmio é crítica e as chances de ficar na primeira divisão, pequenas.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top