Lutas

GSP vê lutadores do UFC levando provocações para o lado pessoal: ‘Para mim, são só negócios”

Divulgação/Facebook Oficial UFC

A agressão de Jorge Masvidal a Colby Covington por ofensas deste último a sua família voltou a causar dentro do UFC e do MMA em geral questionamentos sobre qual seria o limite para o ‘trash talk’ usado pelos lutadores para promover lutas. E um que já conviveu muito com isso deu sua visão sobre o caso

Georges St-Pierre deu entrevista ao programa ‘The MMA Hour’ e afirmou que nunca teve problemas com outros lutadores o provocando por entender que faz parte do negócio do MMA. Por isso, GSP acredita que há muita gente levando isto para o lado pessoal quando não deveria, caso do ‘Gamebred’ em relação a declarações do desafeto sobre sua família.

LEIA TAMBÉM

+ UFC 275 será em Singapura e terá dois brasileiros em lutas por cinturão

– Isso foge do controle, se torna pessoal demais. Nunca me importei sobre o que meu oponente falava sobre mim. Para mim, nunca via aquilo como pessoal, eram só negócios. O quanto mais ele me provocava, a meu ver, mais eu ganhava dinheiro com a luta. Então, eu tenho aqui que agradecer a esses oponentes ferozes que usaram o ‘trash talk’ contra mim porque, de certo modo, tornaram a luta mais atrativa e me fizeram ganhar mais dinheiro – afirmou GSP.

Mesmo que não tenha uma visão mais ‘radical’ sobre possíveis limites que a provocação dentro do MMA e do UFC em gera deveria ter, St-Pierre também decidiu em sua carreira se precaver de comentários mais ácidos sobre sua vida pessoal. Um destes passos foi evitar mostrar ao público sua família e vida particulares para não ser alvo dos rivais.

– Há uma razão porque nunca exponho minha vida pessoal e meu familiares. É porque eu sei lidar quando falam de mim, entra por um ouvido e sai pelo outro e nunca levo para o lado pessoal. Mas, se alguém for falar da minha família, será diferente. Por isso é que sempre procurei ‘esconder’ essa parte da minha vida. Porque sou uma pessoa pública e essa parte, a pública, é para os fãs. Mas a outra parte, a privada, é bem mais preciosa para mim. É o meu tesouro – afirmou.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top