Internacional

Heitor afirma que confronto do Inter contra o Olimpia será ‘o maior jogo da temporada’

Ricardo Duarte/Internacional

Na próxima quinta-feira (22), o Internacional recebe o Olimpia, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores da América. No confronto, o colorado estará disputando a manutenção do sonho de levantar um título ainda em 2021. Já eliminado da Copa do Brasil, e na parte de baixo da tabela no Brasileirão, o time gaúcho vê, na competição continental, a melhor oportunidade de erguer um troféu. Por causa disso, o lateral-direito Heitor, em entrevista coletiva, afirmou se tratar do maior jogo do ano.

– Não vai ser apenas o maior jogo da temporada, como o da minha carreira também. É um jogo decisivo de Libertadores. É difícil imaginar, quando se sobe para o profissional, que uma hora vai acontecer. Espero ficar feliz depois da classificação – afirmou Heitor, jovem que é oriundo da base do Internacional.

Para garantir a classificação, o Internacional precisa vencer o jogo no Beira-Rio. O empate em 0 a 0 na ida, faz com que, a segurança defensiva, seja essencial. Um único gol do Olimpia obrigaria o colorado a virar a partida, caso queira avançar. Todavia, uma repetição no placar levaria a decisão para os pênaltis, ou seja, o time gaúcho não pode abdicar de atacar. Heitor, todavia, afirmou que a equipe está ciente de tudo que envolve o resultado.

– Não tomando gol estamos mais perto da vitória. Claro que queremos decidir nos 90 minutos, mas não dá para se jogar pois com um gol deles a gente teria que fazer dois. Precisamos ter o cuidado defensivo e aproveitar as oportunidades na frente para matar o jogo – avaliou Heitor, que deve começar como titular contra o Olimpia.

Para saber tudo do Internacional, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Heitor compara estilo de Aguirre com o de Abel Braga

A chegada de Diego Aguirre, aliado a uma lesão do titular Saravia, começam a dar mais chances para Heitor ser titular. Tendo perdido espaço com Miguel Ángel Ramírez, o jovem admitiu que os estilos de laterais, entre o uruguaio e o espanhol são diferentes. O ala direito, inclusive, afirmou que os pedidos do atual comandante são mais parecidos com o de Abel Braga, que comandava o colorado até o final do último Brasileirão.

– O Miguel (Ángel Ramírez) pedia para a gente fazer um jogo mais por dentro, no estilo posicional. Já o Aguirre pede para jogarmos mais abertos. Até vejo o estilo dele sendo mais parecido com o do Abel (Braga). Todavia, estamos acostumados a fazer as duas funções – finalizou Heitor.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top