Futebol Internacional

Injustiçados? Além de Neymar, confira outros nomes que poderiam entrar no pódio do The Best da FIFA

Foto: Divulgação/Fifa.com

Na última sexta-feira (11), a FIFA anunciou os três finalistas para o prêmio The Best, que acontecerá no dia 17 de dezembro. Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Robert Lewandowski são os finalistas desta edição.

+ Confira as indicações finais de todas as categorias

O brasileiro Neymar ficou de fora dos finalistas mais uma vez, o que causou revolta do público na Internet. O atacante do PSG chegou a ironizar a decisão da FIFA em suas redes sociais

O Esporte News Mundo decidiu fazer um comparativo entre os melhores jogadores do mundo da temporada 19/20 com jogos disputados, números de gols, assistências, títulos e muito mais. A intenção é saber quais nomes mereciam estar entre os finalistas do prêmio.

Robert Lewandowski:

Foto: Matthias Hangst/Getty Images

O craque polonês atuou em 47 jogos, marcou 55 gols (média de 1,17) e deu 10 assistências. O seu time ganhou 38 partidas, empatou 5 e perdeu apenas 4 na temporada, conquistando a Bundesliga, a Copa da Alemanha e a Champions League, a última de forma invicta.

Lewandowski foi fundamental nas fases eliminatórias da Champions League, marcando 5 gols e dando 6 assistências. O camisa 9 foi o artilheiro da Bundesliga com 34 gols, da Liga dos Campeões com 15 e ficou em segundo na disputa pela Chuteira de Ouro, atrás apenas de Ciro Immobile. De quebra, ainda conquistou o prêmio de melhor jogador da UEFA.

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo: 

Foto: JOSEP LAGO/AFP via Getty Images

O argentino 6 vezes melhor do mundo atuou em 44 jogos, fez 31 gols (média de 0,7) e serviu os companheiros 27 vezes. Quando o Messi esteve em campo, o Barcelona ganhou 27 jogos, empatou 9 e perdeu 8. E não conquistou nenhum título na temporada.

Lionel Messi foi o artilheiro do Campeonato Espanhol com 25 gols e o que mais deu assistências, 21 vezes. Mesmo sem o título, Messi dominou todas as estatísticas ofensivas da La Liga 19/20. De acordo com Sofascore, ele foi o primeiro em gols de faltas, em grandes chances criadas, em finalizações por jogo, passes decisivos por jogo e dribles certos por jogo.

O gajo, que conquistou o prêmio de melhor jogador do mundo 5 vezes, jogou 46 partidas, marcou 37 gols (média de 0,8) e deu 7 assistências. Nesses 46 jogos, a Juventus ganhou 30, empatou 8 e perdeu 8. Cristiano conquistou apenas o Campeonato Italiano.

O camisa 7 foi o vice-artilheiro do Campeonato Italiano e o terceiro na disputa da chuteira de ouro. Segundo Sofascore, Cristiano teve números piores que Messi. São 64 passes decisivos, 10 grandes chances criadas, 81 dribles e 97 minutos para participar de um gol.

Neymar Jr. e Kylian Mbappé

Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images

Para muitos, Neymar foi o maior injustiçado. O craque brasileiro atuou em apenas 27 jogos, fez 19 gols (média 0,7) e deu 12 assistências. Nas estatísticas do Sofascore, Neymar deu 67 passes decisivos, 17 grandes chances criadas e 154 dribles. E ganhou o Campeonato Francês, a Copa da França — marcando o gol do título —, a Copa da Liga da França e foi vice-campeão da Champions.  

O companheiro de Neymar, Kylian Mbappé conquistou os mesmos títulos de Neymar. Mas disputou 37 jogos, fez 30 gols (média 0,8) e deu 14 assistências. O francês precisou de apenas 62 minutos em campo para participar de gols, deu 64 passes decisivos, criou 30 grandes chances de gol e aplicou 92 dribles.

Kevin de Bruyne

Foto: Michael Regan/Getty Images

Kevin de Bruyne foi outro que o público sentiu falta na lista dos finalistas. O meia do Manchester City jogou 48 vezes, fez 16 gols (média 0,33) e deu 22 assistências. O belga deu 177 passes decisivos, 42 grandes chances criadas e 86 finalizações. E ainda conquistou a Community Shield e EFL Cup. 

Na Champions, o City perdeu nas quartas, mas de Bruyne fez o gol contra o Lyon, e nas oitavas foi muito importante para a classificação diante do Real Madrid. O belga deu 20 assistências na Premier League e ficou em segundo no prêmio de melhor jogador da UEFA.

Sadio Mané

Foto: Stu Forster/Getty Images

Sadio Mané atuou 47 vezes, marcou 22 gols (média 0,4) e deu 12 assistências. O Liverpool de Mané conquistou a Premier League de forma histórica com 99 pontos e o senegales foi um dos destaques com 18 gols, a Supertaça da UEFA e o Mundial de Clubes da FIFA. O camisa 10 do Liverpool precisou de 101 minutos para participar de um gol, deu 51 passes decisivos, 54 dribles e 60 finalizações.

Joshua Kimmich e Manuel Neuer

Foto: Alexander Hassenstein/Bongarts/Getty Images

Manuel Neuer e Joshua Kimmich conquistaram os mesmos títulos de Lewandowski. O goleiro alemão atuou em 51 partidas, sofreu 49 gols, teve 22 clean sheets (jogos sem levar gols), 117 defesas, 22 defesas difíceis, 1/7 pênaltis defendidos e 6 erros capitais. Além de ter sido um dos principais jogadores na final da Champions League contra o PSG fazendo defesas importantes.  Neuer ficou em 3° na disputa do melhor jogador da UEFA.

O outro alemão, Joshua Kimmich, também atuou em 51 partidas, fez 7 gols (média 0,14), deu 17 assistências, deu 122 passes decisivos, acertou 27% dos cruzamentos que tentou, teve 87 desarmes e sofreu 52 dribles. Na semifinal da Champions, Kimmich deu 2 assistências e na final, também foi dele o passe para o gol do título.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top