Internacional

Internacional chega ao maior jejum de títulos no estadual desde 1990

Ricardo Duarte/Internacional

No último domingo (23), o Internacional empatou com Grêmio, pela final do Campeonato Gaúcho. Apesar disso, o placar agregado deu o título ao Tricolor e colocou um novo dado negativo na história recente do Colorado. O Internacional chegou a cinco anos sem conquistar um campeonato estadual. É o maior jejum do clube desde 1990.

  • 2017: vice-campeão para o Novo Hamburgo;
  • 2018: eliminado nas quartas de final para o Grêmio;
  • 2019: vice-campeão para o Grêmio;
  • 2020: terceiro colocado após duas eliminações para o Grêmio nas fases anteriores a final;
  • 2021: vice-campeão para o Grêmio.

Para saber tudo do Internacional, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Há 31 anos, o Colorado terminava o Campeonato Gaúcho na terceira colocação e via o seu arquirrival conquistar o caneco em cima do Caxias. Era o sexto ano consecutivo que o Internacional não sabia o que era ser campeão regional. Naquela época foi a maior seca do clube, que pode ser repetida caso o time vermelho não busque o troféu na temporada que vem.

  • 1985: vice-campeão para o Grêmio;
  • 1986: vice-campeão para o Grêmio;
  • 1987: vice-campeão para o Grêmio;
  • 1988: vice-campeão para o Grêmio;
  • 1989: vice-campeão para o Grêmio;
  • 1990: terceiro colocado em quadrangular final.

Dessas onze vezes que ficou sem o título gaúcho (1985 a 1990 e 2017 a 2021), o Internacional foi vice-campeão em oito oportunidades, terceiro colocado em duas e eliminado nas quartas de final uma vez. Nesses períodos, também, o grande algoz foi o maior rival, o Grêmio, sendo responsável por nove das onze derrocadas coloradas.

Com a perda do estadual, o Internacional, agora, volta suas atenções para a Libertadores. Na quarta-feira (26), às 19h, recebe o Always Ready, da Bolívia, no Beira-Rio, pela última rodada do Grupo B. Uma vitória simples garante a classificação e liderança da chave.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top