Guarani

Irreconhecível, Guarani é atropelado pelo Ituano na estreia do Campeonato Paulista

Guarani é atropelado pelo Ituano na estreia do Campeonato Paulista
Crédito: Miguel Schincariol / Ituano FC

O Guarani estreou no Campeonato Paulista com derrota acachapante diante do Ituano, pelo placar de 3 a 0, nesta segunda-feira à noite, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa.

Irreconhecível, Bugre foi superado pelo Galo com gols de Léo Santos, de cabeça, Gabriel Taliari e Bruno Lopes.

+ Guarani fecha com CDE e amplia pool de patrocinadores para 2021

Zerado no Estadual, Alviverde volta a campo na quinta-feira, 04 de março, diante do Botafogo-SP, às 16h45, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

PRIMEIRO TEMPO:

Os 45 minutos iniciais foram para serem deletados da memória do torcedor e de Allan Aal. Sem apresentar nada de útil ou convincente do que foi trabalhado nas três semanas de pré-temporada, Guarani, mesmo com 59% de posse de bola, pecou pela falta de inventividade enquanto teve o controle das ações.

A desatenção apresentada, principalmente no começo, foi fatal para todo o plano de jogo proposto pelo treinador ir por água abaixo. No intervalo de oito minutos, os visitantes abriram dois gols de vantagem no placar e administraram bem a gordura.

Aos cinco, Léo Santos completou cruzamento de Jeferson e, de cabeça, aproveitou saída errada de Gabriel Mesquita para balançar as redes. No lance de ataque seguinte, foi a vez da Gabriel Taliari se dar bem depois de falha defensiva e ampliar.

Nervoso e desorganizado, o time campineiro não conseguiu organizar jogadas no ataque, já que o miolo de campo sofreu por conta dos espaços deixados e desentrosamento entre Bruno Silva, Índio e Tony, que deveria ser, na prática, o responsável pela distribuição das bolas e armação.

SEGUNDO TEMPO:

Toda a estratégia traça por Aal para buscar o empate na etapa complementar foi para o lixo com 15 segundos. 

Embora tenha dado a saída de bola, o Guarani errou logo no quinto passe de pé em pé e proporcionou uma típica assistência a Bruno Lopes, que não perdoou e estufou as redes de Mesquita. 

O Bugre só conseguiu construir uma jogada com quatro minutos, graças ao estreante Rodrigo Andrade, em lance individual pelo meio, e arremate de Rafael Costa.

Com resultado sacramentado, a partida ganhou tom bem monótono: enquanto o clube da casa não esboçou poder de reação para fazer o goleiro Edson trabalhar, o Ituano segurou o gás para deixar Campinas com uma vitória contundente e três pontos na mala.

FICHA TÉCNICA: GUARANI  0 x 3  ITUANO

GUARANI: Gabriel Mesquita; Mateus Ludke (Éder Sciola), Romércio, Airton e Bidu; Bruno Silva (Marcelo), Índio (Renanzinho) e Tony (Caio Henrique); Pablo, Bruno Sávio (Rodrigo Andrade) e Rafael Costa. Técnico: Allan Aal

ITUANO: Edson; Jeferson, Léo Santos, Suéliton e Breno Lopes; Tárik (Bruno Lima), Fillipe Soutto e Gabriel Tiliari (André Castro); Branquinho (Fernandinho), Iago Dias (Kadu Barone) e Bruno Lopes (Victor Rangel). Técnico: Vinícius Bergantin

Gols: Léo Santos, Gabriel Taliari e Bruno Lopes (ITU)

Cartões amarelos: Bidu (GUA) e Jeferson (ITU)

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)

Público e renda: portões fechados

Árbitro: Adriano de Assis Miranda (SP)

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top