Esportes olímpicos

Isaquias Queiroz visa ampliar conquistas olímpicas: ‘Acredito que posso chegar mais longe ainda’

Isaquias Queiroz mira ampliar conquistas olímpicas: ‘Acredito que posso chegar mais longe ainda’
Jonne Roriz/COB

Força e velocidade fazem da canoagem de velocidade um evento imperdível nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Na modalidade, o Brasil tem como representante o maior canoísta brasileiro em todos os tempos, Isaquias Queiroz. O baiano que já conquistou 12 medalhas em Mundiais de Canoagem de Velocidade, sendo 6 de ouro, vai buscar o pódio no torneio do Japão nas categorias C1 1.000m e no C2 1.000m.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Aos 27 anos,  Isaquias Queiroz é o brasileiro que mais conquistou medalhas em uma única edição dos Jogos Olímpicos. Em Tóquio, o canoísta entra na competição com o objetivo se tornar um dos maiores atletas olímpicos do país.

– Estou batalhando bastante para me tornar um dos maiores atletas olímpicos brasileiros. Eu me preparei ao máximo, foram cinco anos de treinamento, sempre me cuidando. Depende só de mim. E acredito que posso chegar mais longe ainda”, diz Isaquias.

Caso sua ao Pódio nas duas modalidades em Tóquio, Isaquias Queiroz irá se igualar aos velejadores Torben Grael e Robert Scheidt na lista dos maiores medalhistas olímpicos brasileiros. Mas para que isso aconteça o brasileiro contará com o apoio do seu novo parceiro, disputa do C2, Jacky Godmann. O canoísta será substituto de Erlon Souza que está afastado por lesão.

– Não muda muita coisa. O Erlon era mais preparado fisicamente, e o Jacky tem maior qualidade de remada. Sou muito fácil de me adaptar a qualquer atleta tanto é que conseguimos o bronze na Copa do Mundo sem treinar-, explica o atleta baiano.

Divulgação/Twitter/CBCa

-Era nosso primeiro campeonato internacional, e os únicos países que não estavam eram a Rússia e a China, que é a campeã mundial. Mas treinamos bastante no Brasil, baseados nos treinos de 2016 e 2019, e conseguimos refazer o treinamento. Os tempos foram bem rápidos, nos demos muito bem. Agora é manter o que fizemos no Brasil para fazer uma boa prova- finaliza.

Isaquias Queiroz  e Jacky Godmann estreiam em Tóquio no dia 1 de agosto às 22h para a disputa do C2 1000m, prova que garantiu a medalha de prata na Rio-2016. Se cumprir a expectativa a final será na noite de 3 de agosto às 23h. Já a disputará o C1 1000m, acontece a partir de 5 de agosto.

+Dias e horários dos jogos e competições das Olimpíadas de Tóquio

Medalhas de Isaquias Queiroz:

Jogos Olímpicos

Prata Rio de Janeiro 2016 C-1 1000
Prata Rio de Janeiro 2016 C-2 1000
Bronze Rio de Janeiro 2016 C-1 200

Mundiais de Canoagem

Ouro

  • Duisburg 2013 – C1 500
  • Moscou 2014 – C1 500
  • Milão 2015 – C2 1000
  • Montemor-o-Velho 2018 – C1 500
  • Montemor-o-Velho 2018 – C2 500
  • Szeged 2019 – C2 1000

Bronze

  • Duisburg 2013 – C1 1000
  • Moscou 2014 – C2 200
  • Milão 2015 – C1 200
  • Racice 2017 – C1 1000
  • Montemor-o-Velho 2018 – C1 1000
  • Szeged 2019 – C2 1000

+Tóquio se prepara para as Olimpíadas mais quentes de todos os tempos
+Histórico! Brasileiros realizam o primeiro treino do skate em Jogos Olímpicos no Ariake Sports Park

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top