Fluminense

Janela de transferência italiana fecha e trava ida de Marcos Paulo para o Torino; entenda

Foto: Lucas Merçom \ FFC
— Continua depois da publicidade —

No último domingo (4), noticiamos a possibilidade da saída do atacante Marcos Paulo para o Torino, da Itália. A negociação entre os clubes era por empréstimo com opção de compra ao final do contrato. No entanto, o pouco tempo para negociar, visto que a janela de transferências italiana fechava nesta segunda-feira (5), e as discordâncias contratuais entre os clubes, fizeram com que a negociação não ocorresse.

De acordo com o GE o clube das Laranjeiras fez três contrapropostas relativas a valores e/ou prazos de parcelamento. O Torino respondeu as duas primeiras, propondo novas condições, e depois não retornou mais até o fechamento do mercado.

As propostas:

O Torino enviou uma proposta inicial de um empréstimo sem custo do jogador e com opção de compra fixada. A resposta da diretoria tricolor foi propondo o pagamento do empréstimo e um valor maior de opção de compra. O clube italiano aceitou pagar pelo empréstimo, se fosse um valor menor do que o Fluminense tinha sugerido e, também, de forma parcelada. Por fim, como contraproposta, foi feito uma nova pedida de valores para que o tricolor pudesse receber o dinheiro em um prazo mais curto – essa última, sem retorno.

Apesar das pequenas discordâncias, o otimismo da ida do jogador para a Itália era grande. Exames médicos do jogador chegaram a ser enviados para o Torino, já que o atleta, diagnosticado com a Covid-19, não estava podendo viajar.

Sem resposta final do clube italiano por Marcos Paulo, o que se viu foi o anúncio do meia-atacante Amer Gojak (Dínamo de Zagreb) e do atacante Federico Bonazzoli (Sampdoria), ambos por empréstimo, nas horas finais da janela de transferências.

E agora ?

Marcos Paulo tem contrato com o Fluminense até 30 de junho de 2021 e pode assinar pré contrato com outros clubes a partir de janeiro do ano que vem. No entanto, a diretoria tricolor já contava com a transferência do jogador no meio desse ano – tratado como promessa desde que subiu para os profissionais.

Havia a expectativa de conseguir vende-lo por, no mínimo, 10 milhões de euros (cerca de 65,5 milhões de reais), mas diante da pandemia, da queda de rendimento e das poucas propostas, esse empréstimo parecia ser uma boa opção. O que não aconteceu.

Já sem jogar há 3 partidas pelo Fluminense, o foco do jogador volta a ser sua recuperação da Covid-19 para retornar aos gramados pelo tricolor.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top