Vasco

Jorge Salgado entra no STF e pede que ação do Solidariedade por posse de Leven Siano seja negada

Jorge Salgado e Leven Siano (Fotos: Divulgação)

Presidente eleito do Vasco por atual decisão da Justiça, que reconhece a validade do pleito do dia 14 de novembro de 2020, Jorge Salgado entrou no início da noite desta quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) e pediu que a ação do partido político Solidariedade seja negada – ação esta que pede que Leven Siano tome posse na próxima semana, e não o próprio Salgado. O Esporte News Mundo teve acesso a detalhes do caso.

Jorge Salgado quer entrar como interessado na Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 780, proposta na semana passada pelo partido político Solidariedade e que vem ganhando contornos cada vez mais inimagináveis, classificação dada por fontes ouvidas pelo ENM nos bastidores. Nesta ação, o Partido dos Trabalhadores (PT) chegou a entrar com pedido para ser interessado, favoravelmente a Leven Siano, mas já desistiu, e um cidadão de Manaus também entrou pedindo para que Luiz Fux, ministro presidente do STF, negue a ação proposta pelo Solidariedade.

SAIBA MAIS!
Cidadão de Manaus explica ingresso no STF para Salgado ser o novo presidente do Vasco: ‘Apoiei Leven, mas para mim eleição acabou’
Eleição Vasco 2020: PT protocola desistência em ação do Solidariedade no STF favorável a Leven Siano
Eleição Vasco 2020: Prints favoráveis a Leven em redes sociais, classificados como ‘reação e indignação de sócios e torcedores contra a intervenção estatal’, são usados como prova em ação no STF

Os pedidos de Jorge Salgado ao STF:

“- A admissão do peticionante como terceiro interessado, já que, na presente ADPF, é indevidamente discutida decisão judicial exarada em processo no qual figura como parte;

– O não conhecimento da presente ADPF;

– Subsidiariamente, o indeferimento da medida liminar pleiteada;

– Ainda subsidiariamente, o julgamento pela improcedência dos pedidos formulados na presente ADPF”

Trecho do dispositivo do ingresso de Jorge Salgado no STF (Foto: Reprodução)

Argumentou Jorge Salgado: “Em primeiro lugar, ressalte-se que, por um lado, como sabido, a Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental consubstancia espécie de processo objetivo de controle abstrato de constitucionalidade. Por outro lado, a presente ADPF trata de demanda que tutela situação jurídica individual e concreta, relativa à eleição presidencial do Club de Regatas Vasco da Gama, como é possível aferir dos próprios pedidos formulados na petição inicial, especialmente a pretensão de se declarar um dos candidatos o Presidente do Club de Regatas Vasco da Gama. Neste contexto, a jurisprudência desta e. Corte Constitucional é firme no sentido do descabimento da ADPF para tutelar situações jurídicas individuais, em decorrência do perfil objetivo que lhe é característico”.

Críticas ao partido Solidariedade foram feitas nos autos por Jorge Salgado: “Em síntese, o Partido Solidariedade, ao ajuizar o presente,
não faz mais do que, lamentavelmente, “banalizar a jurisdição constitucional concentrada” (ADPF 562/DF, rel. Min. Ricardo Lewandowski) do STF e o importante remédio constitucional em apreço, com o fim único de reformar decisão que afeta interesses privados, individuais e concretos, com revolvimento de matéria fática”.

Há uma expectativa para que Luiz Fux tome uma decisão ainda esta semana – a decisão inicial será dele, presidente do STF, e não do relator sorteado ministro Dias Toffoli, por conta do período de plantão no recesso da Corte em Brasília. Na noite da última terça-feira, vale lembrar, os outros dois recursos para impedir por efeito suspensivo a posse de Jorge Salgado, pedidos pelo próprio Leven Siano e Roberto Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo do Cruz-Maltino, foram negados pelo desembargador relator designado Custódio de Barros Tostes, que manteve Jorge Salgado como presidente eleito.

Se inscreva no canal do Esporte News Mundo no YouTube!

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top