Bastidores ENM

Justiça determina penhora do troféu da Libertadores do Vasco

Comemoração do Vasco no título da Libertadores de 1998 (Foto: Reprodução/TV Globo)

POR DAVID NASCIMENTO E JOEL SILVA

O juiz substituto Ronaldo Santos Resende, da 78ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região (TRT-1), determinou na última quinta-feira a expedição de mandado de penhora e avaliação do troféu da Conmebol Libertadores conquistado pelo Vasco em 1998. O Esporte News Mundo teve acesso a detalhes do caso.

A ação é favorável a Nick Okorie, ala-armador do antigo time de basquete do Vasco. A defesa do jogador, em juízo, tinha solicitado justamente esta penhora de bem, especificamente a do troféu da Libertadores, já que a penhora de dinheiro de premiações e direitos de transmissão junto ao Grupo Globo e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) não foram efetivadas nos autos até então.

SE INSCREVA NO CANAL DO ESPORTE NEWS MUNDO NO YOUTUBE!

Nick Okorie defendeu o Vasco entre outubro de 2018 e abril de 2019. Na ação, o jogador cobrava originalmente uma dívida de R$ 117.734,40, referente a pontos como férias, saldo de salário, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), e multas.

Nick Okorie na época do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/Vasco)

Em setembro de 2020, entretanto, Nick Okorie e Vasco chegaram a um acordo para a quitação da dívida. As partes se acertaram com o valor de R$ 42.900,00, em dez parcelas, mas nem a primeira parcela foi paga, com em outubro a multa de 50% já sendo aplicada, com a antecipação de todas as parcelas.

SIGA O ESPORTE NEWS MUNDO NO GOOGLE NEWS E SAIBA TUDO EM PRIMEIRA MÃO!

O Vasco ainda não se manifestou nos autos depois desta nova determinação do magistrado. A defesa do jogador confirmou ao ENM o pedido e a decisão sobre o troféu da Libertadores.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top