Outro lado

Justiça russa prorroga prisão preventiva do motorista Robson até abril de 2021

Foto: Reprodução

O caso do brasileiro Robson de Oliveira tomou um novo rumo, porém ainda com incertezas. Nesta quinta-feira, o motorista, de 48 anos, teve a prisão preventiva prorrogada até abril de 2021 após audiência, em Moscou. A defesa de Robson propôs à Justiça russa o pagamento de 10 mil rublos (cerca de R$ 730 mil) como fiança para que ele aguarde o julgamento em liberdade, mas a proposta não foi aceita por ele não ter moradia fixa. A informação foi dada inicialmente pelo “blog da Gabriela Moreira”.

Os advogados ainda vão tentar convencer a juíza na próxima audiência, marcada para o dia 9 de novembro de que o brasileiro tem como se manter na Rússia. Segundo ele, a quantia combinada com a família de Fernando seria de U$ 2 mil por mês (para as despesas mensais), além do pagamento da fiança.

Na última quarta-feira, foi divulgado que o governo brasileiro fará mais um passo para tentar a liberação de Robson. Uma comitiva formada pelo senador Nelsinho Trad (PSD-MS) e a embaixadora Márcia Donner Abriu – parte da equipe do Ministério das Relações Exteriores -, fará viagem ao país europeu na próxima semana e levará uma carta endereçada ao presidente russo, Vladimir Putin.

O blog conseguiu falar com Robson, que segue com esperança em sair o mais rápido possível da prisão.

– Esperança eu sempre tive, até porque não sou culpado. E sair o mais rápido possível, com certeza eu espero que aconteça – disse.

O CASO…

Robson está preso há um ano e sete meses sob acusação de tráfico internacional de drogas por ter entrado no país com remédios encomendados pela família do jogador Fernando, ex-Grêmio e seleção brasileira, atualmente no Beijing Guoan. O medicamento (Cloridrato de Metadona) seria usado pelo sogro do volante, William Pereira de Faria que sofre de dores nas costas. A família nunca prestou depoimento à Justiça.

.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

To Top