Juventude

Juventude firma contrato, para transmissão de jogos da Série A do Campeonato Brasileiro, com a Rede Globo

Fernando Alves/ECJuventude

Juventude e Rede Globo chegaram em um acordo em relação aos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro. O acordo com a emissora terá duração de quatro anos, com término em 2024. O contrato da equipe gaúcha é valido somente enquanto a equipe estiver disputando a primeira divisão do campeonato Brasileiro, ou seja, se o Papo for rebaixado novamente para a serie B, o contrato é suspenso até que o Juventude retorne novamente para elite do nacional.

Os jogos do Juventude passam a fazer parte da grade da emissora na televisão aberta e no pay-per-view,  o esquema que é utilizado para todos clubes que participam da serie A do brasileirão 2021. Com isso, está garantido que todos os 38 jogos da equipe gaúcha na Série A do Campeonato Brasileiro estarão passando na televisão, seja em canais abertos ou de transmissões exclusivas.

COMO SERÃO OS VALORES DE TRANSMISSÃO

Na transmissão pela TV aberta o Juventude participará da divisão “40-30-30”. Ou seja, 40% do valor total será dividido igualmente para cada clube; 30% dependem do número de partidas transmitidas; e 30% estão relacionados a qual posição o clube ficara na tabela. Já no pay-per-view, o valor que será repassado para emissora depende inteiramente da quantidade de assinantes no Premiere – a plataforma da Rede Globo – que possui um pacote exclusivo somente com os jogos de cada clube.

O Juventude possui um acordo comercial com o canal da Turner pela TV fechada. O contrato afirmado com a empresa americana tem a mesma duração feita com a TV Globo quatro anos, com fim em 2024. Mesmo assim, não haverá prejuízo em jogos contra equipes que também possuem contrato com a Turner, como o próprio Internacional, por exemplo. Nestes casos, é provável que os confrontos sejam exibidos em ambas plataformas.

Para saber tudo do Juventude, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook. E se inscreva no nosso YouTube!

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top