Lutas

Khabib disse ‘não’ a luta milionária contra Floyd Mayweather Jr, diz agente

Khabib Nurmagomedov
Divulgação/Facebook UFC Brasil

A aposentadoria de Khabib Nurmagomedov segue sendo ‘para valer’. Mais uma demonstração disto veio em declarações do agente do ex-lutador, Ali Abdelaziz, ao podcast de Mike Tyson, ‘Hotboxin’.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

No podcast, o empresário do ex-campeão dos leves do UFC revelou que o estafe de Floyd Mayweather Jr fez uma proposta de US$ 100 milhões (mais de R$ 530,5 milhões) para que o russo lutasse boxe contra um dos astros da nobre arte. Mas Khabib recusou a pedida citando a promessa feita à mãe de que nunca mais lutaria MMA após a morte do pai e treinador Abdulmanap Nurmagomedov.

— O Khabib recebeu uma proposta de US$ 100 milhões para lutar boxe com Floyd Mayweather. 100 milhões! Você pode perguntar para o Floyd e qualquer um. Mas o Khabib disse que não, que estava aposentado. Ele falou para a mãe dele que está aposentado. Ele quer manter a palavra dele para ela, mas se a mãe dele disse que ele pode lutar de novo, ele irá, mas, agora, ele disse a ela que não – disse Abdelaziz.

Se ‘Money’ teve uma proposta recusada, o agente de ‘The Eagle’ também revelou um sonho do ex-lutador e de seu pai: uma luta contra Georges St-Pierre, que também chegou a ser discutida recentemente. Abdelaziz revelou que o canadense chegou a fazer uma proposta para uma luta que seria fora das divisões oficiais do Ultimate. Mas nem mesmo realizar o sonho do pai de chegar a uma carreira invicta de 30 vitórias no MMA contra um ídolo motivou o russo a mudar de ideia.

— Duas semanas atrás, o Dana White me ligou. Ele me disse que o GSP quer uma luta contra o Khabib que não fosse por título, em 74,8kg (ou 165 libras). De certa forma, a gente esperava pelo Georges. Ele é meu amigo e gosto muito dele. Estamos esperando por ele há uns quatro ou cinco anos, Agora, ele diz que, como ele e o Khabib estão aposentados por quê não eles lutarem? – afirmou o empresário.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top