Ponte Preta

Kleina condena erros defensivos da Ponte Preta: ‘Trabalhamos essa situação’

Kleina condena erros defensivos da Ponte: 'Trabalhamos essa situação'

Gilson Kleina não ficou satisfeito com coleção de erros cometidos pela Ponte Preta no sistema defensivo na derrota diante do Remo, no último sábado, em pleno Estádio Moisés Lucarelli, pelo placar de 2 a 1.

Em coletiva de imprensa, treinador lamentou fato de Macaca ter cedido dois gols ao Leão da Amazônia a partir de vacilos na saída de bola.

+ Ponte Preta tem dobro de derrotas a vitórias no Majestoso na temporada

“Nós trabalhamos essa situação. Eu acho que nós propiciamos. Nós tivemos um erro de um passe por dentro. Ali nós tomamos muito próximo do gol. Nós trabalhamos essa bola pelo lado para gente poder começar a fazer nossa construção. Nós sabíamos que a formatação do Remo era dessa situação. Vejo que nós tínhamos muito espaço para essa bola entrar por dentro”, analisou o comandante.

“Na hora em que a gente entrou por dentro, a gente não conseguiu fazer essa criação que eu falei. Não é esse futebol que a gente quer. É o futebol que a gente fez contra o líder no último jogo, mas eu concordo com vocês. Nós estivemos muito abaixo. Nós não tivemos aquela intensidade e aquela movimentação. A nossa equipe estava lenta na saída. Vamos tentar recuperar no sentido de poder novamente fazer uma equipe com energia e com uma competividade maior”, emendou.

ESCORREGÃO

Gilson Kleina também lamentou situação de Ponte Preta ter sido derrotada em um confronto direto na luta contra a zona de rebaixamento e por ter desperdiçado oportunidade de escapar do Z4.

“Nós falamos isso, inclusive na palestra, que com essa vitória nós sairíamos dessa situação ruim do Z4. Esse era o nosso objetivo, até pelo jogo que nós fizemos. Nós viemos com esse nível de confiança. Nós aumentamos o sarrafo. Infelizmente, nós não fizemos uma grande partida. O Remo encaixou um gol no nosso erro. Até acho que a posse de bola deles era uma posse pelo lado, porque o (Felipe) Gedoz quase não fixava”, disse.

“Pelas situações que nós criamos e com chutes de fora, essas jogadas que nós estávamos preenchendo a área com os cruzamentos, nossos cruzamentos não foram naquela situação, até quando nós tivemos os cruzamentos certos. Infelizmente, inclusive, tivemos um cabeceio na trave. Nós poderíamos ter empatado o jogo ali, mas é erguer a cabeça, trabalhar e ter convicção por mais que a gente sabe do momento que nós estamos passando. É mobilizar para fazer um grande jogo com o Vitória”, completou.

TABELA

Na vice-lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro com nove pontos e sem vencer há quatro rodadas, Ponte Preta volta a campo nesta terça-feira, diante do Vitória, em Salvador, no Barradão, às 21h30, em confronto direto na luta contra a zona de rebaixamento.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top