Campeonato Brasileiro - Série B

Kleina indica caminho para reação da Ponte Preta: ‘Unir cada vez mais’

Kleina indica caminho para reação da Ponte Preta: 'Unir cada vez mais'

Pressionado por derrota diante do Remo pelo placar de 2 a 1, Gilson Kleina pediu união para Ponte Preta escapar da zona de rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro.

Apesar dos seis jogos de invencibilidade até tropeçar no Leão da Amazônia, treinador cobrou vitórias para Macaca embalar na temporada.

+ Kleina condena erros defensivos da Ponte Preta: ‘Trabalhamos essa situação’

“Nós vamos ter que se unir cada vez mais. Eu acho que nós vínhamos em uma crescente. Nós vimos pontuando, mas pouco. O empate não te leva a muita situação. Nós vamos ter que reconstruir uma sequência agora de resultado positivo. Falei para eles que nós temos pouco tempo para enfrentar uma equipe que também está passando uma situação difícil”, disse, em coletiva de imprensa.

“Vamos ver a avaliação que nós vamos ter com esses atletas e a avaliação do comportamento que nós tivemos desse jogo. Então foi isso que eu falei para eles. Agora é focar. É sentir essa derrota, como todos nós aqui estamos sentindo, mas tentar buscar esse resultado lá fora”, emendou.

ESTRATÉGIA

Gilson Kleina também explicou o que projetou no confronto diante do Remo em meio à ausência de Niltinho, vetado pela Covid-19.

“Eu acho que nós não poderíamos fazer uma situação. Nós optamos por um meia canhoto, como era o Niltinho. Tentamos não mudar o que nós fizemos lá fora. Era manter o trio de velocidade. É claro que com uma característica um pouco diferente. O Fessin é um pouquinho mais de armação. Durante o primeiro tempo, nós tentamos algumas alternativas. Eu acho que, nessas trocas, nós não conseguimos ter uma efetividade que nós tivemos no último jogo. Até falei para vocês sobre a nossa preocupação”, pontuou.

“Até falei para os atletas que nós não iríamos ter o espaço que nós tivemos lá fora no Náutico, porém nós poderíamos ter o controle. Eu acho que nós tínhamos que jogar muito lateral ponta. Estava entrando muito essa situação, mas eu acho que, depois que nós tomamos o gol, nós aceleramos. Nós começamos a ter um pouquinho mais de ansiedade e isso nos prejudicou”, prosseguiu.

“Depois, no segundo gol, nós trocamos a forma de jogar. A gente tentou a situação para tentar empatar o jogo. Entramos na partida na hora em que nós convertemos o pênalti, mas não tivemos a chance. Tivemos até volume. Colocamos mais jogadores na última linha, mas eu acho que nós não tivemos uma chance real para poder empatar. Infelizmente, é aquilo que eu falei. Era o resultado que estava muito fora das nossas pretensões”, arrematou.

MUDANÇA

Kleina também tentou justificar por que Ponte Preta não conseguiu repetir o desempenho contra o líder Náutico no duelo com o Remo.

“É aquilo que eu falei. Eu acho que nós viemos com uma confiança muito grande para o jogo que nós fizemos lá. Eu acho que nós fizemos um jogo intenso, um jogo em que nós conseguimos criar e um jogo que nós saímos na frente. Os nossos erros propiciaram o crescimento do adversário. Nós sabíamos que eles faziam uma linha alta, mas não era uma linha de pressão no homem da bola. Era mais fechando a linha de passe. Essa situação, quando nós entravamos, nós não soubemos fazer a melhor escolha para gente poder criar essa situação”, declarou.

“Não é justificativa, mas perdemos o lado direito. Nós tivemos que trocar o Felipe, que estava muito bem na situação do Kevin. Nós demos a oportunidade para alguns atletas, se bem que eles treinam, mas o tempo que nós tivemos para poder posicionar mudou um pouquinho a característica”, continuou.

“A derrota a gente tem que assimilar. Eu tenho que passar confiança para eles. É assimilar. É passar para mim essa situação. Eu sei que todos nós estamos chateados. Eu entendo o nosso torcedor também, que está passando um momento ruim com a gente, mas eu tenho certeza de que nós vamos trabalhar e que a gente vai poder sair dessa situação”, completou.

TABELA

Na vice-lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro com nove pontos e sem vencer há quatro rodadas, Ponte Preta volta a campo nesta terça-feira, diante do Vitória, em Salvador, no Barradão, às 21h30, em confronto direto na luta contra a zona de rebaixamento.

Siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top