Palmeiras

Lembram dele? Joia do Verdão continua em tratamento na Academia

Luan Silva Palmeiras
Único jogo de Luan foi pelo Paulistão de 2020, contra a Ferroviária Foto: Cesar Greco/Palmeiras

O atacante Luan Silva, joia de 22 anos que está emprestada ao Palmeiras pelo Vitória e pouco jogou no clube, segue em tratamento após cirurgia realizada em 2020. Ele já não aparece há meses na lista de desfalques divulgada pelo clube.

Contratado por empréstimo junto ao Vitória em 2019, já chegou ao Palestra com o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo rompido. Com isso, só acabou estreando em março de 2020, em partida contra a Ferroviária, no Allianz Parque. Na ocasião, a participação dele em campo pouco durou, pois acabou sofrendo uma grave lesão muscular, tendo de ser substituído ainda no primeiro tempo.

Isso o afastaria dos gramados durante meses, mas mesmo sabendo disso, o empréstimo dele foi renovado até o final daquele ano. Após o período de paralisação do futebol em 2020 por conta da pandemia do novo coronavírus, o atacante acabou sentindo o joelho, e teve de passar por uma nova cirurgia na cartilagem, o que o deixa afastado dos trabalhos com bola até os dias atuais.

Seu vínculo acabou sendo estendido até o final de 2021, e, portanto, ainda deve ter oportunidade de retornar e mostrar seu futebol, que é considerado muito promissor, já tendo marcado até um gol contra o próprio Palmeiras na última rodada do Brasileirão de 2018. Caso a diretoria alviverde queira contar mais com o garoto, o clube tem a opção de compra em definitiva do atleta.

Luan Silva ficou conhecido no Brasil após a boa Copa São Paulo de Futebol Júnior feita em 2018 pelo clube baiano, tanto que a joia depois foi promovida aos profissionais. Por lá, fez 19 jogos e marcou dois gols.

+Em busca de classificação para a próxima fase, Palmeiras visita o Independiente del Valle pela Libertadores

+Zagueiro Renan recebe sondagem do exterior; confira detalhes

Para saber tudo sobre o Palmeiras, siga o Esporte News Mundo no TwitterFacebook e Instagram.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top