Automobilismo

Lewis Hamilton lamenta oportunidade perdida de conquistar a centésima pole position da carreira

Foto: Divulgação/Mercedes

Neste sábado (1), a Fórmula 1 disputou a classificação para formar o grid de largada para o Grande Prêmio de Portimão, em Portugal. Lewis Hamilton, da Mercedes, esteve com a possibilidade de ser o primeiro piloto da história da categoria máxima do automobilismo a cruzar a linha dos três dígitos na classificação. Mas no final da última sessão ficou sete centésimos atrás do companheiro de equipe, Valtteri Bottas, e lamentou a volta em que não conseguiu encaixar como queria.

Analisando o traçado e as condições climáticas o heptacampeão comentou sobre:

— Honestamente havia muito tempo de sobra e eu não consegui encaixar. As condições estão realmente muito enganosas, a superfície da pista está muito suave e não tinha muita aderência para os pneus. É preciso fazer voltas extras para conseguir aquecer os pneus na temperatura correta, ainda que hoje tenha sido um bom dia – detalha Hamilton

Analisando sua participação na classificação como todo, o atual campeão elegeu a volta no Q2 como a sua única volta satisfatória durante todo o sábado (1):

— Foi uma combinação de muitas coisas. No geral, não foi das mais limpas, eu não fiz boas voltas mesmo, então apenas a que eu fiz no Q2 foi realmente satisfatória.

Projetando sobre a largada e sobre o confronto com seus adversários mais próximos, Hamilton falou sobre o início da corrida neste domingo (2):

— Acredito que eles serão rápidos na corrida. Eu penso que eles geralmente são rápidos na corrida. Eu realmente não sei onde eles estavam perdendo tempo hoje, mas acredito que será uma boa e acirrada batalha entre nós três – finaliza o piloto da Mercedes, se referindo a Valtteri Bottas e a Max Verstappen, da RBR.

A corrida do Grande Prêmio de Portimão, em Portugal, começa neste domingo (2), às 11h com transmissão da Band e cobertura em tempo real do Esporte News Mundo

Siga o Esporte News Mundo no Twitter, Instagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top