Santos

Auxiliar de Bustos, Lucas Ochandorena, comenta após empate “A equipe hoje mostrou orgulho”

Foto: Divulgação/Santos FC

Neste sábado (25), o Santos empatou fora de casa contra o Corinthians, por 0 a 0. Partida essa válida pela 14º rodada do campeonato Brasileiro. Com esse resultado, o Santos no momento fica na sexta colocação da tabela.

O auxiliar Lucas Ochandorena, deu a entrevista coletiva no lugar de Fabián Bustos, que estava suspenso por cartão vermelho no último jogo contra o Red Bull Bragantino.

Para saber mais sobre o Santos, siga o Esporte News Mundo no FacebookInstagram e Twitter

O auxiliar falou um pouco sobre o clima dos atletas após a partida de quarta-feira(22), além de ressaltar o orgulho que tem da equipe após o empate.

“O clima foi normal. Eles estavam atordoados pela derrota e pela forma como foi (na quarta-feira). A equipe hoje mostrou orgulho, caráter, disciplina tática. Acredito que se tivéssemos mais maturidade nos últimos metros, que é o que está nos faltando, na tomada de decisão, tanto contra o Atlético-MG quanto hoje poderíamos ter saído com os três pontos.” Dissertou, Lucas.

“Foi uma mudança de atitude e de personalidade. Obviamente que estávamos sentidos, com o orgulho mexido. O mais sagrado que tem para o jogador de futebol é o orgulho. E mexeu profundamente. Hoje os jogadores foram para campo demonstrar que possuem personalidade, caráter e defenderam o escudo do Santos como tem que ser.” Comentou, o auxiliar.

Além disso, o auxiliar técnico comentou sobre a situação de Ângelo, recém voltado de uma lesão, que foi substituido aos 19 minutos do segundo tempo.

“O Ângelo tinha cartão amarelo. No segundo tempo colocaram o Piton e Willian naquele setor. Ângelo, por característica, não é um jogador que corre muito para trás. Tínhamos que estar bem cobertos porque é onde mais jogam e mais podem fazer dano, pelos lados. Foi somente por isso. E também tem o esforço, pelo cansaço. Poderia fazer um esforço a mais, uma falta, e jogar nesse campo com 10 jogadores seria complicado.” Disse, Ochandorena.

“Ângelo é um menino. Tem 17 anos. Teve uma lesão que deixou ele muito tempo parado. E, junto com o departamento médico, realizamos um trabalho para que ele não volte a sentir a lesão. É um jogador muito rápido, de muita velocidade. Tinha um desgaste físico importante. Com as mudanças que realizou o Corinthians, poderíamos sofrer pelas laterais. O Auro também estava um pouco fadigado. Foi uma alteração tática e para também preservá-lo. É um jogador jovem e essas partidas geram uma pressão maior sobre jogadores que nascem no clube.” Finalizou, o auxiliar.

A próxima partida do Santos é na próxima quarta-feira(29), às 21:30(horário de Brasília), pela ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana, contra o Deportivo Táchira, fora de casa.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado.

As últimas

To Top