Futebol Internacional

Manchester City vira sobre o Porto e estreia com vitória pela Champions

Divulgação / UEFA

Com direito à virada, o Manchester City venceu o Porto por 3 a 1 na estreia do Grupo C pela UEFA Champions League 2020/21 no Eithad Stadium.

Contrariando o favoritismo, o Porto abriu o placar em golaço de Luís Días que tirou de três marcadores e concluiu com categoria. Pouco depois, o Manchester City conseguiu empatar em pênalti cobrado por Aguero e assumiu o controle da posse de bola, dominando o restante da partida. A equipe encontrou dificuldades para se infiltrar na defesa portuguesa, mas não foi ameaçado em nenhum momento depois do empate.

Na segunda etapa, a estratégia da equipe portuguesa acabou sendo superada pelo Manchester City na bola parada. Gündogan cobrou a falta por cima da barreira em chute firme, sem chances para o goleiro. Pouco depois, foi a vez de Ferran Torres marcar em sua estreia na competição continental, encaminhando a vitória da equipe de Pep Guardiola.

O Manchester City voltará a campo no próximo sábado (24) para enfrentar o West Ham fora de casa na 6ª rodada da Premier League. O próximo desafio do Porto será o Gil Vicente, em casa, na 5ª rodada da Primeira Liga.

Pela Champions League, ambas equipes jogam a 2ª rodada no dia 27. O Porto receberá o Olympiacos e o Manchester City viajará à França para enfrentar o Olympique.

O JOGO

O Porto optou por atuar com estratégia defensiva com todos os jogadores atrás do meio-campo utilizando formação 5-4-1 quando estava sem a bola. Jogando em casa, o Manchester City chegou a ter posse de 73% mas trabalhava a bola de forma lenta e encontrava dificuldades na infiltração.

Na primeira oportunidade que teve, o Porto aproveitou e abriu um placar no golaço de Luís Días. O meia recebeu pelo lado esquerdo na região central, carregou a bola até a entrada da área, trouxe pelo meio limpando três marcadores e concluiu no chute cruzado, abrindo o placar para o time português aos 13 minutos do 1º tempo.

Os Citzens, que precisavam reagir rapidamente, conseguiram encaixar a primeira boa jogada aos 16 minutos. Gündogan invadiu a área e chutou na trave. Na sobra, Sterling tentou finalizar e acabou sendo derrubado por Pepe. Após checagem de três minutos, o VAR confirmou a marcação no pênalti, que foi cobrado e convertido por Sergio Kun Aguero.

Logo após ter empatado, a equipe de Guardiola sofreu um grande susto na saída de jogo. Ederson errou o passe e a bola sobrou para Uribe na entrada da área. O volante resolveu bater de primeira e isolou, desperdiçando uma das melhores chances que o Porto teria nos 90 minutos de partida. Porém, com o placar novamente empatado, o roteiro voltou a ser o mesmo de quanto estávamos com 0-0, inclusive na baixa intensidade das duas equipes, apesar do City ter começado à conseguir chegar mais perto da grande área aos poucos.

No final do 1º tempo, as duas equipes tiveram chances reais de chegar ao segundo gol. Sanusi falhou na marcação e deixou a bola chegar em Bernardo Silva, que foi desarmado pela defesa portuguesa antes do cruzamento chegar em Sterling. Na cobrança de escanteio, Mahrez recebeu pela direita e bateu em cima de Sarr. Aos 42 minutos, foi a vez do Porto ameaçar com Marega pelo lado direito e cruzou dentro da pequena área. Ederson estava totalmente vendido, mas Kyle Walker salvou os Citzens ao cortar no momento certo, evitando o gol.

Aos 3 minutos do 2º tempo, Marchesín fez a melhor defesa da partida. Gündogan aproveitou a sobra no chute de Bernardo Silva e obrigou o goleiro do Porto a espalmar no canto esquerdo. Apesar desta boa oportunidade, a partida seguiu no mesmo ritmo com o Manchester City dominando a posse de bola com dificuldades de agredir o Porto.

A situação acabou sendo modificada aos 20 minutos do 2º tempo. Gundogan sofreu falta de Viera na entrada da área e Gundogan chutou firme para marcar um golaço no lado direito, deixando Marchesin sem chances de defesa. Para os minutos finais, Guardiola fez duas alterações com as entradas de Phil Foden e Ferran Torres (estreando pela Champions) nos lugares de Gundogan e Aguero.

Mesmo tomando o segundo gol, o time português não mudou sua estratégia e seguiu posicionado no 5-4-1 esperando uma oportunidade no contra-ataque. Entretanto, as alterações de Guardiola sutiram rápido efeito e o Manchester City chegou ao terceiro gol em mais um golaço, na jogada construída pelo lado esquerdo. Foden recebeu na ponta e cruzou rasteiro para Torres saindo da marcação de Pepe, concluindo no ângulo esquerdo.

Com dois gols de desvantagem e apenas 30% de posse no jogo inteiro, Sérgio Conceição resolveu mexer em sua equipe com três alterações nas entradas de Najakima, Nanú, Taremi e Evanilson para os 15 minutos finais, subindo as linhas de marcação e acionando dois atacantes nos lugares de um meia (Fabio Vieira) e um zagueiro esquerdo (Sarr).

Cedendo mais espaços, o Porto sofreu no final e quase tomou o quarto gol na arriscada de Rodri, chutando de fora da área. Marchesin tocou na bola, que acabou batendo na trave. A equipe portuguesa demonstrou a mesma falta de criação que teve em boa parte do jogo e não conseguiu finalizar, sendo superado pelos Citzens.

FICHA TÉCNICA
Manchester City 3-1 Porto

Data: 21/10/2020, 16:00
Estádio: Etihad Stadium
Árbitro: Andris Treimanis

Gols: 1T 13′ Luis Días (Porto); 1T 19′ Sergio Kun Aguero (Manchester City); 2T 19′ Gundogan (Manchester City)

Substituições – Manchester City: Phil Foden (Gundogan); Ferrán Torres (Aguero)

Substituições – Porto: Wilson Manafá (Luis Días); Nakajima (Sanusi); Nanú (Corona); Taremi (Fábio Vieira); Evanilson (Sarr)

Manchester City (4-3-3): Ederson; Kyle Walker, Eric García, Rúben Dias, João Cancelo; Bernardo Silva, Rodri, İlkay Gündoğan; Riyad Mahrez, Sergio Aguero, Raheem Sterling. Técnico: Pep Guardiola

Porto (3-4-2-1): Agustin Marchesin; Chancel Mbemba, Pepe, Malang Sarr; Jesús Corona, Sérgio Oliveira, Mateus Uribe, Zaidu Sanusi; Fábio Vieira, Luis Días; Moussa Marega

Siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top