Conmebol Sul-Americana

Mancini diz que goleada sofrida para o Peñarol foi “ponto fora da curva”

Corinthians Timão Mancini Sul-Americana
Foto: Rodrigo Coca/Agencia Corinthians

O Corinthians foi goleado pelo Peñarol na noite desta quinta-feira (13), em Montevidéu, e deu adeus à Copa Sul-Americana com duas rodadas de antecedência. Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Vagner Mancini, que mandou a campo uma equipe alternativa, classificou a derrota como “ponto fora da curva” e garantiu que o revés não pode ser usado de parâmetro para medir o momento do time na temporada.

“Não volta à realidade, foi um ponto fora da curva. Tivemos dificuldade, não fizemos um bom jogo, mas enfrentamos uma equipe muito arrumada, organizada, que soube vencer a partida. Então, também temos que dar méritos ao Peñarol. Agora, o Corinthians de hoje não está sendo o Corinthians do Campeonato Paulista e, muito menos, o da temporada 2021. Nós iniciamos (a temporada) com certa dificuldade, tivemos alguns jogos abaixo do normal, mas a equipe vem se recuperando. Eu classifico essa derrota como acidente de percurso. Mas temos que entrar de uma forma diferente no domingo, para mostrar que realmente temos muito mais para dar”, declarou o comandante.

+ Atuações ENM: Defesa vai mal, ataque pouco aparece e Corinthians é goleado pelo Peñarol; Veja as notas

Mancini evitou apontar culpados pela atuação fraca no Estádio Campeón del Siglo, em que o Corinthians ficou sem ameaçar a vitória do time da casa em momento algum. O treinador exaltou o desempenho do adversário e lamentou os gols sofridos logo no início do jogo.

“Temos que dividir a responsabilidade nessa hora, saber que enfrentamos uma equipe que foi muito bem, mas que teve espaços para isso. Desde o primeiro minuto, tivemos dificuldade, não só na marcação. Tomamos um gol muito cedo, o segundo gol logo em seguida. Isso acabou fazendo com que aquilo que já seria difícil se tornasse ainda mais. Por mais que tenhamos feito ajustes no intervalo, com substituições, eu achei até que o Corinthians jogou um pouco melhor nos últimos 15 minutos, mas foi uma equipe muito distante daquela que todos nós sabemos que é a ideal”, comentou.

O comandante ainda manifestou o desejo de que a goleada sofrida no Uruguai não abale o elenco para a disputa do Campeonato Paulista. Depois de vencer a Inter de Limeira, na Neo Química Arena, o Timão se classificou para a semifinal do estadual.

“Espero que não abale nada. Hoje foi um dia difícil para todos nós, uma noite longa, a volta ao Brasil vai ser de extrema dor. Agora, que essa derrota sirva exatamente para nos alavancar e que o time de domingo não mostre os mesmos erros que cometeu hoje. Que seja uma equipe muito mais competitiva e possa disputar uma semifinal, tão importante quanto é para a gente agora, de uma maneira diferente. Que nós tenhamos um Corinthians ativo no campo, que encurte os espaços, faça uma boa marcação e faça muito mais do que vimos na partida contra o Peñarol”, disse Mancini.

Veja outras respostas do técnico Vagner Mancini na entrevista coletiva:

Campanha na Sul-Americana pode ser classificada como “vergonhosa”?

“Eu concordo. Lamentável a chegar em uma situação dessas. Porém, com tudo aquilo que aconteceu ao longo do ano, temos que levantar a cabeça, porque temos uma semifinal de Campeonato Paulista no domingo. É triste, dói em todos nós. Lamentamos muito, sabemos que o torcedor está chateado, com razão. É óbvio que, dentro de uma chave em que só um se classifica, ficamos muito abaixo daquilo que poderia ser mostrado. Agora, estamos tendo uma dificuldade de calendário, nem sempre podemos escalar a mesma equipe, e isso, de certa forma, também atrapalhou”

Formação da equipe

“Ele (repórter) não entendeu o jogo, porque o esquema adotado hoje foi com três zagueiros. O Xavier entrou para fazer a função de terceiro zagueiro. Ele teve de adiantar para fazer a marcação por causa do gol e do posicionamento do atacante deles, mas o esquema foi o mesmo”

Deficiências apresentadas pelo lado esquerdo

“Não posso, de maneira alguma, localizar algum setor do campo, seria injusto da minha parte. O time inteiro esteve abaixo. Temos de olhar que o principal jogador do Peñarol hoje estava naquele setor (Facundo Torres), ele teve um alto desempenho. Temos de olhar de maneira coletiva, não individualmente. De forma alguma eu faria isso, nunca fiz. Sempre temos de avaliar a parte coletiva. Uma equipe que teve falta de equilíbrio, organização”

Para saber tudo sobre o Corinthians, siga o Esporte News Mundo no TwitterInstagram e Facebook.

Click to comment

Comente esta reportagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

As últimas

To Top