Campeonato Carioca

Mané Garrincha surge como alternativa para sequência do Cariocão

Mané Garrincha (Foto: David Nascimento/Esporte News Mundo)
Mané Garrincha (Foto: David Nascimento/Esporte News Mundo)

O Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, se tornou uma opção para os últimos jogos do Campeonato Carioca após a paralisação do novo coronavírus. A Arena BSB, empresa que administra o estádio, ofereceu o local e já entrou em negociação com a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) e os clubes. A ideia inicial partiu do presidente Jair Bolsonaro e teve o aval de Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal.

O fato é que o Carioca só mudará de estado caso as autoridades estaduais e municipais do Rio de Janeiro aumentarem o período de isolamento social e o governador do estado, Wilson Witzel, não libere o complexo do Maracanã para a disputa das finais. Ferj e os clubes já negociam a possível mudança.

Na última semana o presidente da Ferj, Rubens Lopes, declarou que a volta do estadual será sem público e admitiu a possibilidade de Flamengo e Fluminense mandarem seus jogos na Gávea e Laranjeiras, respectivamente.

O Estádio Mané Garrincha se encontra na fase final das obras do hospital de campanha que funcionará no 1º andar da arena em uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados. A capacidade estimada é de 200 leitos e a previsão de abertura é para 13 de maio. O hospital não afetará a realização das partidas.

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Distrito Federal registra até o momento 1275 casos da Covid-19 com 28 mortes.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

As últimas

Ao topo